PUBLICIDADE
Topo

Com Gordon Banks na lista, relembre os 10 maiores goleiros estrangeiros da história do futebol

13/02/2019 16h12

Posição mais ingrata do futebol, ser goleiro não é um trabalho fácil. Além de parte mental forte, a atleticidade e qualidades apuradas são mais do que necessárias para que um arqueiro seja considerado um grande jogador, que no futuro possa ser considerado um dos melhores da história.

Nesta semana, o mundo do futebol perdeu Gordon Banks, goleiro inglês que marcou época com grandes atuações, com o título único da seleção inglesa, na Copa do Mundo de 1966 e com a marcante defesa na cabeçada de Pelé, na Copa de 1970. Por conta disso, o LANCE! homenageia Banks e mostra uma lista com os 10 maiores goleiros da história do futebol, em ordem alfabética e não de nível. Confira!

DINO ZOFF

Conhecido por ter sido um goleiro de grande habilidade e técnica, Dino Zoff teve uma carreira duradoura no futebol, vestindo as camisas de Udinese, Mantova, Napoli e Juventus ao longo dos 22 anos como jogador, além de 112 jogos pela seleção italiana.

Zoff, já aos 40 anos de idade e em sua 4ª Copa do Mundo, foi campeão com a Seleção Italiana em 1982, e foi eleito o melhor goleiro da competição. Além do trofeu, Zoff bateu recordes na carreira e estabeleceu um recorde de 903 minutos sem tomar gol no Calcio, depois quebrado por Sebastiano Rossi, ex-goleiro do Milan, e por Gianluigi Buffon.

EDWIN VAN DER SAR

Tido como um dos melhores goleiros da história moderna do futebol, Edwin Van der Sar merece o reconhecimento. O goleiro holandês foi o melhor de sua posição na história do seu país e também marcou época nos anos 90 e 2000 ao vestir a camisa de grandes clubes europeus como Ajax, Juventus e Manchester United.

Foi no clube inglês, inclusive, que já veterano, Van der Sar conquistou o título mais importante de sua carreira, a Liga dos Campeões da Europa da temporada 2007/2008, ao ser decisivo pegando o pênalti que deu o título ao clube inglês naquela ocasião.

FRANTISEK PLANICKA

Conhecido pela alcunha de 'Gato de Praga' por conta de suas defesas plásticas, Frantisek Planicka foi um goleiro que marcou época, sendo o capitão da Tchecoslováquia nas Copas do Mundo de 1934, onde foi vice-campeão, e de 1934.

Podemos dizer que Planicka foi o precursor do 'goleiro de um time só', já que atuou em toda sua carreira pelo Slavia Praga. Ao todo, foram 986 partidas pelo clube tcheco. Além disso, uma história marcante do goleiro foi em um jogo contra o Brasil, na Copa de 1938, quando fraturou a clavícula e mesmo assim permaneceu dentro de campo.

GIANLUIGI BUFFON

Colocado como um dos maiores goleiros da história do futebol, não dá para negar que o italiano Gianluigi Buffon marcou e ainda marca época no futebol. Aos 41 anos de idade, Gigi ainda está em atividade e em seu melhor nível com a camisa do PSG.

Buffon se tornou profissional em 1995, pelo Parma. Seu desempenho chamou atenção da Juventus, que o contratou em 2001 e o tornou no melhor goleiro dos últimos 25 anos, segundo a FIFA. Além dos anos dourados com a Juve, Buffon foi decisivo na Copa de 2006, quando foi campeão com a Itália, e foi eleito o melhor goleiro do Mundial.

GORDON BANKS

Gordon Banks dispensa apresentações. Um dos grandes nomes do futebol que fez parte da geração vitoriosa da Inglaterra na Copa de 1966, no que foi o único título da seleção, além de ter sido eleito o melhor goleiro da competição.

Banks foi conhecido pelo mundo inteiro por conta do milagre ao defender uma cabeçada de Pelé na Copa do Mundo de 1970. O goleiro inglês foi eleito o segundo melhor da história de sua posição no século XX pelo IFFHS (Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol), atrás apenas de Lev Yashin.

IKER CASILLAS

O lendário goleiro do Real Madrid, que hoje defende o Porto aos 37 anos, é outro jogador que dispensa apresentações. O espanhol marcou história debaixo das traves do time merengue, onde ficou por 17 anos de sua vitoriosa carreira.

Pelo Real, Casillas ficou marcado por ser rápido, ágil e habilidoso, características que deram três Ligas dos Campeões e cinco títulos espanhóis ao goleiro. Iker também fez parte de forma protagonista do primeiro título mundial da Espanha, na Copa de 2010, quando foi capitão e levantou o troféu para festa de La Roja.

LEV YASHIN

O 'Aranha-Negra' foi o goleiro da União Soviética nas Copas de Mundo de 1958, 1962, 1966 e 1970. Embora não tenha vencido nenhuma vez, o arqueiro foi notoriamente visto como o melhor jogador do mundo durante seus 20 anos de carreira e é reconhecido como melhor goleiro da história do futebol.

Ao longo de sua carreira, Yashin defendeu apenas o Dinamo Moscou e a seleção soviética. O goleiro, embora curiosamente nunca tenha ganho o prêmio de melhor goleiro de um Copa do Mundo pela FIFA, foi o único goleiro até hoje a vencer o prêmio Bola de Ouro, da France Football.

MANUEL NEUER

Com 32 anos de idade, Neuer é o goleiro mais jovem da lista, mas isso não quer dizer que é o de menor qualidade. O goleiro do Bayern de Munique é tido como um dos melhores da nova geração e seu desempenho dentro de campo comprova isso.

Neuer foi decisivo para que o Bayern de Munique vencesse a Liga dos Campeões em 2012/2013 e foi peça chave da Alemanha campeã do mundo em 2014. O alemão, inclusive, foi colocado entre os três melhores jogadores do mundo em 2014, e ficou em terceiro, atrás de Messi e Cristiano Ronaldo.

OLIVER KAHN

Além de Manuel Neuer, outro goleiro alemão na lista é ninguém menos do que Oliver Kahn. O lendário arqueiro do Bayern de Munique é outro nome que figura entre os melhores da história por conta de seu desempenho inigualável dentro de campo.

Kahn foi eleito o melhor do goleiro do mundo em três oportunidades, em 1999, 2001 e 2003, e foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2002, na Coreia e no Japão. Mas para o azar dele, e felicidade do Brasil, Kahn falhou na decisão e viu o título mundial sair de suas mãos para o pé de Ronaldo, que marcou dois gols na decisão a favor do Brasil.

RICARDO ZAMORA

Ricardo Zamora Martínez, ou apenas Ricardo Zamora, foi um goleiro lendário dos anos 30 no futebol. O espanhol defendeu as cores da Fúria nas Copas do Mundo em 1934 e 1938 e é tido por muitos europeus como um dos melhores arqueiros da história.

Por clubes, Zamora vestiu as camisas de Espanyol, do Barcelona, do Real Madrid e do Nice, da França. Além disso, Zamora é tão reconhecido em seu país natal que o prêmio dado ao melhor goleiro do Campeonato Espanhol tem o seu nome.

Esporte