PUBLICIDADE
Topo

Lucão será o próximo? Veja jogadores que foram mal no São Paulo, mas brilharam em outros clubes

07/02/2019 17h28

Na tarde desta quarta, Corinthians e São Paulo chegaram a um acordo e o zagueiro Lucão, encostado no CT da Barra Funda, acertou sua transferência para o clube do Parque São Jorge. No passado recente, alguns jogadores criticados pelo Tricolor saíram e tiveram sucesso em outros clubes.

Abaixo, o LANCE! destaca alguns dos atletas que passaram por esse fenômeno. Revelado na categoria de base do São Paulo e com passagens pelas categorias inferiores da Seleção Brasileira, Lucão passa a ser um candidato a isto. Será que o zagueiro terá sucesso com a camisa do Timão?

Casemiro

Revelado em Cotia, o volante subiu ao time profissional em 2010 credenciado com o título da Copa São Paulo de Futebol Júnior. No começo, foi bem com a camisa do Tricolor, mas as críticas vieram logo em seguida. Críticas pelo seu posicionamento, pela sua entrega em campo e também pelo sua qualidade técnica foram feitas. Em janeiro de 2013, o meio-campista assinou com o Real Madrid e foi para o time B.

Hoje, Casemiro tem quatro títulos da Liga dos Campeões da Europa, três mundiais de clubes na conta, um título do Campeonato Espanhol e um da Copa do Rei da Espanha. Além disto, é titular absoluto da Seleção Brasileira e uma das referências mundiais na posição.

Jadson

Um dos casos mais emblemáticos desta lista. O meio-campista chegou ao Morumbi como uma das grandes contratações do clube para a temporada 2012. No São Paulo, conquistou a Copa Sul-Americana daquele ano e chegou a disputar a Copa das Confederações, da temporada seguinte, pela Seleção Brasileira. Mesmo assim, o jogador era constantemente criticado nas arquibancadas.

Em 2014, foi envolvido em uma transação com Alexandre Pato e foi para o Corinthians. De lá para cá, conquistou dois títulos do Brasileirão, dois do Paulistão e ainda disputou uma final da Copa do Brasil. Tem status de ídolo no rival do Tricolor.

Maicon

O volante ficou três temporadas no São Paulo, chegou a fazer parte do elenco que conquistou a Copa Sul-Americana, em 2012, mas precisou deixar o Morumbi em 2015 rumo ao Grêmio. Em Porto Alegre, o meio-campista virou um dos símbolos do time do técnico Renato Gaúcho e conquistou a Copa do Brasil, de 2016, e a Copa Libertadores, de 2017.

Cortez

O lateral chegou ao Tricolor em 2012, após se destacar no Botafogo no ano anterior. Mesmo tendo feito 74 partidas logo em seu ano de estreia no São Paulo, Cortez virou um dos alvos da torcida e, no ano seguinte, foi emprestado ao Benfica por conta da má relação no clube do Morumbi. No Grêmio, onde chegou em 2017, o jogador voltou a ser destaque no cenário nacional e levantou o caneco da Copa Libertadores. Hoje, é titular absoluto.

Cícero

Mais um nome que deixou o São Paulo em baixa para brilhar no Grêmio. O meio-campista chegou ao São Paulo sob o aval de Rogério Ceni e, após a saída do treinador, ficou encostado no clube. por alguns meses e ainda na mesma temporada foi para Porto Alegre. No primeiro jogo da final da Libertadores, contra o Lanús, marcou o gol da vitória. Atualmente, defende as cores do Botafogo.

Renan Ribeiro

Contratado pelo São Paulo em 2013 para ser sucessor de Rogério Ceni no futuro, o goleiro esperou, esperou, esperou e não teve as chances que gostaria. Nas poucas vezes que atuou, somou algumas falhas, mas nunca teve sequência. Depois de cinco anos, deixou o Morumbi para jogar no Estoril. Destacou-se por lá e foi para o Sporting, onde conquistou a Taça da Liga.

Arouca

Jogou a temporada de 2009 no São Paulo e, de fato, não foi tão bem quanto no Fluminense, seu ex-clube. Chegou a ser vaiado no Morumbi e, no ano seguinte, vestiu a camisa do Santos, onde viveu um dos melhores momentos de sua carreira. Ao lado de Neymar, Ganso, André, Robinho e companhia conquistou o Paulistão e a Copa do Brasil de 2011. No ano seguinte, faturou a Copa Libertadores pelo Peixe.

Esporte