PUBLICIDADE
Topo

Sampaoli analisa 'jogo inteligente' do Santos e detalha conversa com Derlis

27/01/2019 19h59

O técnico Jorge Sampaoli admitiu a satisfação com o bom futebol apresentado pelo Santos diante do São Paulo, na tarde deste domingo, no Pacaembu. O treinador argentino destacou o "jogo inteligente" contra o rival do Morumbi. Mesmo assim, espera que o time siga crescendo em 2019 para solidificar o bom trabalho - com o 2 a 0 do clássico, são três vitórias no Paulistão, nove pontos ganhos e sete gols marcados. Nenhum sofrido.

- Jogamos um jogo inteligente, contra um rival com bons jogadores, propusemos o jogo desde o começo, com a busca dos espaços gerados no campo. Dois falsos centroavantes (Derlis e Soteldo). Falta um pouco mais de trabalho, de aderir à ideia, mas o crescimento do grupo nos dá alento para pensarmos no futuro - disse o treinador, durante entrevista coletiva, e seguiu:

Depois de ir para o intervalo vencendo por 1 a 0, Sampaoli promoveu alterações no Peixe na etapa final. Colocou o zagueiro Felipe Aguilar e o colombiano Jonathan Copete para compor a linha de defesa. Assim, além de ficar com três zagueiros (Luiz Felipe e Gustavo Henrique), ainda aumentou a estatura do time. A intenção foi clara:

Pensamos em anular Souza e Pablo para proteger o problema do mano a mano com os zagueiros. Aguilar entrou rápido para armar uma linha de cinco ou três que permitira termos mais altura. Copete entrou porque tinha mais altura. Saída de Orinho não teve nada a ver com a torcida", disse, e continuou:

- Temos ponto de partida e não de chegada, uma vitória importante, mas que te obriga a seguir crescendo para o próximo jogo mais complicado, não podemos relaxar nesse esporte. Seguir crescendo. Estou feliz onde estou, no clube que escolhi. Trato de ajudar a instituição, respeitar, que quem não tenha muito dinheiro e junte para ver o Santos como hoje. Teremos momentos difíceis e seguiremos lutando.

Copa América selou futuro de Derlis

Conforme revelado pelo LANCE!, Sampaoli teve uma conversa definitiva com Derlis González para assegurar a permanência do atacante paraguaio, que até então estava insatisfeito no clube. O argentino passou ao atacante sua importância para o grupo e destacou que o "fico" poderia impulsionar sua convocação à Copa América pelo Paraguai, em junho. Em dois jogos, Derlis marcou dois gols.

- Derlis tem muito valor, jogador de seleção paraguaia. Não estava cômodo, tinha outras prioridades na carreira, convencemos ele de jogar aqui, de poder estar na Copa América e ser útil nesse sistema. Agradeço por ele ter ficado - disse.

Esporte