Topo

Assembleia da Liesa "desvira a mesa" e rebaixa Imperatriz; Castanheira fica

Desfile da Imperatriz Leopoldinense em 2019 - Júlio César Guimarães/UOL
Desfile da Imperatriz Leopoldinense em 2019 Imagem: Júlio César Guimarães/UOL
Anderson Baltar

Anderson Baltar é jornalista, formado pela UFRJ e tem 42 anos. Com mais de 15 anos de experiência na mídia carnavalesca, foi assessor de imprensa da União da Ilha e Império Serrano, produtor de Carnaval da TV Globo e trabalhou em coberturas de desfiles nas rádios Manchete e Tupi. Desde 2011, é âncora e coordenador da Rádio Arquibancada, web rádio com programação inteiramente voltada para o Carnaval. Em 2015, lançou o livro "As Primas Sapecas do Samba", ao lado dos também jornalistas Eugênio Leal e Vicente Dattoli.

do UOL

10/07/2019 22h10

Acabou a novela da virada de mesa no Carnaval carioca. Em Assembleia Geral realizada na sede da Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba), foi decidido que a Imperatriz Leopoldinense, penúltima colocada no desfile de 2019, será rebaixada para a Série A (Grupo de Acesso) no próximo ano. Na reunião, que é a instância maior da entidade, votaram, além das escolas que pertencem ao desfile principal, agremiações que são fundadoras da liga, além de sócios beneméritos e grandes beneméritos. O placar final, em votação secreta, ficou em 28 votos a 13 pela "desvirada de mesa", com uma abstenção.

O presidente da Liesa, Jorge Castanheira, também informou que não renunciará mais ao cargo. "Houve um apelo dos presentes para a minha permanência e, como o regulamento será cumprido, resolvi continuar a dar a minha contribuição ao Carnaval", afirmou. Castanheira também informou que o sorteio da ordem dos desfiles de 2020 deve acontecer no dia 17 de julho, provavelmente na sede da liga. Sete escolas desfilarão no domingo e seis escolas na segunda-feira. Castanheira afirmou que a tendência é que, no Carnaval 2020, duas escolas sejam rebaixadas e uma promovida, ficando 12 escolas para 2021.

Com o capítulo final do Carnaval 2019, Castanheira afirma que os próximos passos são as tratativas para o ano que vem. A prioridade é a renovação de contrato de transmissão com a TV Globo e reuniões com a Riotur para o uso da Passarela do Samba.

A assembleia também ratificou a decisão de que mudanças de regulamento, a partir de agora, deverão somente ser tratadas nesta instância. "Está claro que um assunto como esse, que mexe com a reputação da entidade, não pode ter uma decisão tomada apenas pelas escolas. A Assembleia Geral é a nossa maior instância e deverá sempre ser respeitada", concluiu o presidente.

Mais Entretenimento