Topo

Tuiuti divulga samba-enredo para o Carnaval 2020: "O santo e o rei"

Luiz Gomes/FotoArena/Estadão Conteúdo
Imagem: Luiz Gomes/FotoArena/Estadão Conteúdo
Anderson Baltar

Anderson Baltar é jornalista, formado pela UFRJ e tem 42 anos. Com mais de 15 anos de experiência na mídia carnavalesca, foi assessor de imprensa da União da Ilha e Império Serrano, produtor de Carnaval da TV Globo e trabalhou em coberturas de desfiles nas rádios Manchete e Tupi. Desde 2011, é âncora e coordenador da Rádio Arquibancada, web rádio com programação inteiramente voltada para o Carnaval. Em 2015, lançou o livro "As Primas Sapecas do Samba", ao lado dos também jornalistas Eugênio Leal e Vicente Dattoli.

do UOL

03/07/2019 13h01

O Paraíso do Tuiuti divulgou a gravação preliminar do seu samba-enredo para o Carnaval 2020, quando apresentará o enredo "O santo e o rei: encantarias de Sebastião", do carnavalesco João Vitor Araújo. A exemplo dos dois últimos anos, a obra foi encomendada a um grupo de compositores liderados por Cláudio Russo e Moacyr Luz - o que tem garantido boas notas para a escola e aceitação do público.

O enredo, que cruzará a história de Dom Sebastião, rei de Portugal desaparecido no século 16 após uma batalha no Marrocos e que é cultuado até hoje, com a de São Sebastião, padroeiro do Rio de Janeiro e também da escola, possibilitou, na opinião de Cláudio Russo, um desafio diferente na hora de compor. "Normalmente, fazemos samba falando de apenas um personagem. Neste caso, são dois e eles se encontram em vários momentos. Foi bastante desafiador fazer uma letra que permita que façamos uma distinção entre eles e que mostre quando eles estão juntos", afirma o compositor.

Partindo para o terceiro ano seguido com samba encomendado para o Tuiuti, Russo diz saber que as comparações com os sambas anteriores são inevitáveis. E assegura que, ao compor, não se preocupa em repetir fórmulas. "Tentamos fazer um samba com uma estrutura um pouco diferenciada em relação aos anos anteriores e creio que conseguimos. Lógico que há traços de semelhança. Acho que esse samba tem um começo dolente como o de 2018 e refrãos fortes como o de 2019. Acho que equilibramos bem desta vez. Não adianta fazer um samba muito melodioso e ficar arrastado. O samba vai emocionar e propiciar um bom desfile", analisa.

Segundo Russo, este samba possui uma carga emocional maior. E, para isso, o fato de homenagear o padroeiro da escola foi um ingrediente a mais. "São Sebastião é idolatrado não só pelo povo da escola, mas, sobretudo, pelos moradores do morro do Tuiuti. Procuramos fazer um samba para que o componente se emocione e desfile empolgado", relata o compositor, que também festeja uma coincidência que aconteceu durante a criação da obra: "Sabia que no alto do morro existe um lugar chamado Terreirão e o incluí no refrão. Mas, não tinha ideia de que é lá exatamente onde a comunidade se reúne para festejar o padroeiro".

Confira o samba do Tuiuti:

Compositores: Moacyr Luz, Cláudio Russo, Aníbal, Júlio Alves, Pier e Tricolor
Intérpretes: Celsinho Mody e Nino do Milênio

TODO 20 DE JANEIRO
NOS ALTARES E TERREIROS
PELOS CAMPOS DE BATALHA
UMA VELA PRO DIVINO
O IMPERADOR MENINO
UM SEBASTIÃO NÃO FALHA

NAS MARÉS, O DESEJADO
INFIÉIS PRA TODO LADO
ENFRENTOU A LUA CHEIA

NO DESERTO, UM GRÃO DE AREIA
DOM SEBASTIÃO VAGUEIA
SEM FUTURO, NEM PASSADO


RENASCE SOB NÓS, UM CABOCLO ENCANTADO
NA PRAIA DOS LENÇOIS, É O TOURO COROADO
VESTIU BUMBA-MEU-BOI
ATÉ MUDOU O FADO
NO COURO DO TAMBOR FOI BATIZADO

POEIRA, Ê! POEIRA!
PEDRA BONITA PÔS O SANTO NO ALTAR
SANGROU A TERRA, ONDE A PAZ CHOROU A GUERRA
MAS ELE VAI VOLTAR!


RIO, DO PEITO FLECHADO
DOS APAIXONADOS
RIO-BATUQUEIRO
OXÓSSI, ORIXÁ DAS COISAS BELAS
GUARDIÃO DESSA AQUARELA
SALVE O RIO DE JANEIRO
ORFEUS TOCAM LIRAS NA FAVELA
A CIDADE DAS MAZELAS
PEDE AO SANTO PROTEÇÃO
GRITO O TEU NOME NO CRUZEIRO
OH PADROEIRO! TODA A MINHA DEVOÇÃO!

NO MORRO DO TUIUTI
NO ALTO DO TERREIRÃO
O CORTEJO VAI SUBIR
PRA SAUDAR SEBASTIÃO!

Mais Entretenimento