Topo

Por que uma garrafa de vinho pode custar milhares de reais? E vale a pena?

iStock
Imagem: iStock

Lauren Turner - BBC News

2019-05-26T19:16:26

26/05/2019 19h16

Os amantes de vinho reagiram com choque, e talvez alguma inveja, depois que um cliente de um restaurante em Manchester, na Inglaterra, recebeu uma garrafa no valor de 4.500 libras (R$ 23.500) por engano.

A notícia se espalhou quando o restaurante Hawksmoor desejou que o cliente sortudo tenha "aproveitado a noite" em uma postagem no Twitter. O pedido certo custava "apenas" 260 libras (R$ 1.360).

Mas por que alguns vinhos são tão caros? E, se estivesse no lugar desse afortunado, a maioria das pessoas notaria a diferença?

Você perceberia a diferença?

Joe Fattorini, apresentador do The Wine Show, programa de TV transmitido na Inglaterra, tem certeza de que os clientes do Hawksmoor saberiam que tinham algo especial nas mãos.

"Acho que eles disseram: 'Uau, isso é extraordinário!'. O gosto é diferente e (o vinho) teria um sabor fabuloso. Então, sem dúvida, você saberia."

Mas para quem não pode ou resiste a gastar quantias com quatro zeros em qualquer coisa, ainda mais numa única garrafa de bebida, é preciso saber: qual é o gosto deste Chateau le Pin Pomerol 2001, entregue por engano?

"Eu não tomei o 2001, que é muito difícil de conseguir. Mas é o símbolo do estilo de sua casa. É brilhante, rico e voluptuoso com muitas cerejas e deixa sua boca coberta em uma sensação de glicerina. É excepcional", descreve Fattorini.

Mas a especialista em vinhos Jilly Goolden discorda. Em sua avaliação, uma pessoa "não saberia se estivesse saboreando um vinho de 4.500 libras".

"Seria muito melhor do que um tinto da casa - mas quase tudo é melhor do que isso", disse a também escritora e apresentadora de televisão.

"A outra coisa a considerar é que um vinho de 2001 tem, obviamente, 18 anos de idade, e por isso seria muito diferente de um vinho que você compraria quando estivesse passeando em uma loja", continua.

"É um vinho muito antigo. Teria um aspecto diferente e provavelmente teria perdido o gosto frutado - aqueles que o beberam podem até ter ficado desapontados."

iStock
Imagem: iStock

Como pode custar tanto?

O Le Pin está entre os vinhos mais caros do mundo. Mas por que o valor é tão alto?

"Uma proporção enorme do valor atribuído ao vinho estará na sua procedência, pedigree e raridade", diz Goolden. "A raridade por si só não faz com que seja tão caro. Mas se é algo muito procurado, o preço aumenta. Os restaurantes também aumentam muito os preços. Não custaria tanto em uma adega."

Fattorini também dá suas razões para os valores exorbitantes: "Eles fizeram apenas 500 caixas em um vinhedo de um acre. A maioria dos grandes castelos de Bordeaux produz 100.000 caixas. Portanto, se cada videira produzir apenas alguns copos em vez de algumas garrafas, o custo de produção é maior", explica.

Além disso, há motivações ligadas ao consumo.

"Quanto mais alto for o preço, mais as pessoas querem (o vinho). Ele é quase deliberadamente caro - isso o torna mais atraente. É totalmente irracional, mas é por isso que as pessoas o desejam ainda mais."

Sobre o vinho Le Pin 2001, ele acrescenta: "É também muito exótico. É uma safra muito boa, especialmente para eles. Há uma mística extraordinária ao redor de Le Pin".

O apresentador diz que há uma grande diferença entre o sabor de uma garrafa de vinho de 5 libras (R$ 26) e uma de 20 libras (R$ 104), mas que a mudança não é tão drástica quando o preço chega a centenas de libras.

"Se você tiver uma garrafa de 500 libras (R$ 2.600) e outra de 2.500 (R$ 13.000), o vinho mais caro será melhor, mas não haverá uma diferença enorme."

Zakharova_Natalia/Getty Images/iStockphoto
Imagem: Zakharova_Natalia/Getty Images/iStockphoto

Quem poderia comprá-los?

Goolden diz que estas são "pessoas com contas corporativas, pessoas que se exibem - e há muitas delas", acrescentando que "toda sua carreira foi gasta tentando furar a bolha mística ao redor do vinho".

"Muitas vezes são pessoas com cartões de crédito da empresa", concorda Fattorini. "E eles gastam muito porque gostam de fazer isso."

Ele disse que as celebridades também investem bastante dinheiro em vinho e cita o ex-jogador de futebol David Beckham, que postou no Instagram fotos ao lado da esposa Victoria, quando estavam comemorando seu aniversário de casamento, cercado de taças. No entanto, essas garrafas custaram centenas, e não milhares de libras.

"Não acho que seja ostentação. Se você tem tanto dinheiro, vai gastar em algo que ama."

Ele diz que no programa Billions, um drama que tem como personagem um gerente bilionário de fundos hedge, interpretado por Damian Lewis, garrafas de Le Pin podem ser vistas nas mesas, como um enfeite.

iStock
Imagem: iStock

Mas vale a pena?

Fattorini diz não ter dúvidas de que um vinho de 4.500 libras, como o entregue por engano em Manchester, pode valer a pena.

"Eu realmente acho que sim. Acredito que absolutamente pode valer, para pessoas com todo esse dinheiro. Você não sabe por que alguém compraria (uma garrafa tão cara)... Muitas vezes pode ser para celebrar um acontecimento extraordinário. Seria sobre o momento - não apenas sobre o sabor da cereja maraschino."

Para Goolden, é questionável se o sabor faz valer um vinho de 4.500 libras. "Mas as pessoas que valorizam a herança, a história e a procedência poderiam comprá-lo - se tiverem dinheiro para queimar."

"Bordeaux é um vinho pretensioso, mas nem sempre entrega o sabor. Por isso, seria um vinho para se exibir. Eu não pagaria tanto assim."

Se não desembolsaria o valor da garrafa, ela aceitaria bebê-la?

"Pessoalmente, ficaria encantada se alguém me desse um gole - mas eu provavelmente me sentiria culpada depois", acrescenta.

Para receber notícias do Brasil e do mundo, acesse o Messenger do BOL, digite "Notícias" e clique em "Sim". É simples e grátis!

Mais Notícias