Topo
Notícias

Rússia inclui a opositora Yulia Navalnaya na lista de 'terroristas e extremistas'

11/07/2024 10h04

A Rússia registrou Yulia Navalnaya, viúva do opositor Alexei Navalny, na lista de "terroristas e extremistas", dois dias após emitir um mandado de prisão contra a opositora exilada.

O nome de Yulia Navalnaya aparece nesta lista do serviço russo de inteligência financeira, constatou a AFP nesta quinta-feira (11).

A Justiça russa anunciou na terça-feira que emitiu um mandado de prisão contra Navalnaya, acusada de "participação em grupo extremista".

Um tribunal ordenou, à revelia, a prisão preventiva da opositora, que mora no exterior.

"Que rapidez [...] se estão se esforçando tanto é porque Yulia Navalnaya está fazendo um bom trabalho", ironizou na rede social X Kira Yarmish, ex-porta-voz de Alexei Navalny, que também está exilada.

Yulia Navalnaya prometeu assumir o legado de seu marido, arqui-inimigo de Vladimir Putin, após sua morte em circunstâncias obscuras em uma prisão no Ártico em fevereiro deste ano.

Navalnaya frequentemente instiga os seguidores de seu marido a não perderem a esperança e denuncia o poder russo e a situação dos opositores nas redes sociais.

A Justiça russa proibiu e classificou como "extremistas" as organizações de Navalny em 2021, e vários de seus colaboradores foram condenados desde então a penas de prisão.

A repressão na Rússia nos últimos anos levou à prisão a maioria dos opositores proeminentes, e muitos dos que não foram presos acabaram forçados ao exílio.

Milhares de russos comuns também foram presos por atos de protesto ou por criticar a ofensiva de Moscou na Ucrânia, muitos deles condenados a longas penas de prisão.

bur/lpt/ybl/bc/eg/jb/aa

© Agence France-Presse

Notícias