Topo
Notícias

Jasmine Paolini e Barbora Krejcikova farão a final feminina de Wimbledon

11/07/2024 12h32

A tenista italiana Jasmine Paolini, número 7 do mundo e finalista de Roland Garros em junho, venceu a croata Donna Vekic (N.37) nesta quinta-feira (11) e se classificou para a final de Wimbledon pela primeira vez na carreira.

Paolini fechou o jogo em 2 sets a 1, com parciais de 2-6, 6-4 e 7-6 (10/8), em duas horas e 51 minutos na quadra central.

A italiana de 28 anos vai enfrentar na decisão do torneio a tcheca Barbora Krejcikova (N.32), que na outra semifinal bateu a cazaque Elena Rybakina (N.4).

Até a edição deste ano, Paolini nunca havia vencido um jogo no Grand Slam londrino.

Mas após a vitória desta quinta-feira, ela se torna a primeira italiana a chegar à final de Wimbledon.

"Sabia que não haveria lugar melhor do que este para lutar por cada bola em cada ponto", declarou Paolini após a partida.

Por sua vez, Vekic pagou caro pela quantidade de erros não forçados que cometeu (57) em um duelo altamente equilibrado.

Em uma reta final cheia de emoções, a croata superou os problemas físicos e conseguiu salvar um match point para levar a decisão para o super tie-break.

- Krejcikova desbanca Rybakina -

No segundo jogo do dia, a tcheca Barbora Krejcikova desbancou a cazaque Elena Rybakina para também chegar pela primeira vez à final de Wimbledon, a segunda de Grand Slam na carreira, depois do título de Roland Garros em 2021.

Jogando na quadra central, Krejcikova selou a vitória por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 3-6, 6-3 e 6-4, em duas horas e sete minutos.

A tcheca de 28 anos surpreendeu ao superar Rybakina, campeã de Wimbledon em 2022 e grande favorita ao título após as eliminações da polonesa Iga Swiatek (N.1) e da americana Coco Gauff (N.2), e com a ausência da bielorrussa Aryna Sabalenka (N.3), que não disputou o torneio por lesão.

"É difícil explicar, mas sinto uma alegria imensa e muita emoção. Também estou muito aliviada e super orgulhosa do meu jogo e do meu espírito de luta", comemorou Krejcikova após a partida.

Rybakina começou melhor no primeiro set, abrindo 4-0 depois de conseguir duas quebras e sendo muito efetiva no saque (cinco aces).

A partir da segunda parcial, Krejcikova cresceu e equilibrou a partida. Ela quebrou o serviço da cazaque no sexto game e levou o duelo para o terceiro set, no qual foi mais feliz nos momentos decisivos para garantir a vitória.

"Nunca imaginei jogar a final de simples [depois de dois títulos de duplas, em 2018 e 2022]", disse a tenista tcheca, que nunca havia passado das oitavas de final em Londres.

Jasmine Paolini e Barbora Krejcikova vão se enfrentar no próximo sábado (13), a partir das 10h00 (horário de Brasília).

ig/eb/dam/cb/aa/am

© Agence France-Presse

Notícias