Topo
Notícias

CME: curva se divide entre corte acumulado de 50 PB e 75 PB nos juros do Fed até o fim do ano

São Paulo

11/07/2024 12h28

A repercussão do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de junho dos Estados Unidos induziu mudanças significativas na precificação do mercado para os próximos passos do Federal Reserve (Fed), conforme sugere plataforma do CME Group que monitora o comportamento da curva futura.

A ferramenta indicou aumento considerável na chance de um corte acumulado de 75 pontos-base nos juros até o final deste ano - ou três cortes individuais se considerado o ritmo de 25 pontos-base por ajuste. Por volta das 12h desta quinta-feira, 11, essa hipótese aparecia com 42,5% de probabilidade, ligeiramente abaixo da chance de uma redução de 50 pontos-base (44,2%), ainda considerada mais provável.

Mais cedo, logo após a divulgação do dado, a probabilidade de um corte de juros em setembro já havia subido, para 86,9%, de 69,5% antes do indicador. Deste total, o mercado via chance de 78% de redução de apenas 25 pontos-base em setembro, deixando as taxas no intervalo de 5,00% a 5,25%.

Até setembro do ano que vem, último mês disponível para análise na plataforma, o quadro mais provável é o de um corte acumulado de 175 pontos-base nos juros.

Notícias