Topo
Notícias

Bombeiros declaram extinto incêndio que atingiu a agulha da catedral de Rouen, na França

11/07/2024 16h38

Os bombeiros declararam extinto o incêndio que começou ao meio-dia desta quinta-feira (11) na agulha do século XIX da catedral de Rouen, no noroeste da França.

O fogo, que afetou principalmente o plástico das obras em andamento na agulha, não causou danos significativos e seu "interior foi preservado", comemorou a ministra da Cultura francesa, Rachida Dati, que se deslocou até o local.

"Os elementos que estavam queimando quando chegamos eram elementos de plástico das obras", explicou o oficial dos bombeiros Stéphane Gouezec.

Segundo a prefeitura local, os seis operários que estavam no local deram o aviso e tentaram conter o início das chamas antes da chegada dos serviços de emergência.

O incêndio, que ocorreu a cerca de 120 metros de altura, foi rapidamente "controlado", com "todos os pontos quentes" inspecionados antes de declará-lo oficialmente extinto, informou o oficial dos bombeiros.

A justiça abriu uma investigação para determinar as causas do incidente, "provavelmente acidental".

O fogo "começou na ponta da agulha, que não é de madeira, mas de metal", e que está em processo de restauração, disse a prefeitura local à AFP.

Havia poucos riscos de propagação do fogo, já que "a estrutura é metálica" e apenas os pisos dos andaimes poderiam pegar fogo.

Imagens publicadas nas redes sociais mostram a lona de plástico ao redor do andaime perfurada pelas chamas.

O artista Claude Monet (1840-1926), um dos fundadores do impressionismo, pintou várias vezes esta catedral gótica, que começou a ser construída no século XII.

Segundo o Ministério da Cultura, a catedral é "um dos edifícios mais notáveis da Normandia", região onde está localizada.

mac/mb/swi/sag/bc/eg/jb/ic

© Agence France-Presse

Notícias