Topo
Notícias

Bolsas da Europa fecham em alta com expectativa de alívio nos juros após dados de inflação

São Paulo

11/07/2024 12h56

As bolsas europeias fecharam em alta nesta quinta-feira, 11, após dados da inflação dos Estados Unidos abaixo do esperado impulsionarem as chances de os juros americanos começarem a ser cortados em setembro, o que tende a favorecer o apetite global ao risco. Os preços ao consumidor na Alemanha também desaceleraram, o que pode dar maior confiança para alívio na taxa de juros pelo Banco Central Europeu (BCE).

Em Paris, o índice CAC 40 subiu 0,71%, aos 7.627,13, estendendo os ganhos para o segundo pregão. Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 avançou 0,36% e fechou em 8.223,34 pontos. Em Frankfurt, o DAX computou ganho de 0,72%, aos 18.540,10 pontos. As cotações são preliminares.

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos EUA caiu 0,1% em junho ante maio. O resultado surpreendeu analistas consultados pelo Projeções Broadcast, que previam alta de 0,1% no período. Na Alemanha, foi confirmado nesta quinta que a taxa anual do CPI desacelerou para 2,2% em junho, abrindo o caminho para um novo corte de juros pelo BCE. No Reino Unido, a produção industrial aumentou 0,2% em maio ante abril, como se previa.

As ações da Anglo American cederam 0,66% em Londres. O RBC Capital Markets reduziu a recomendação para a mineradora de performance acima dos pares para desempenho em linha com o do setor e cortou o preço-alvo para o ativo de 3.100 pences para 2.600 pences. Após um incêndio, o banco espera uma interrupção de 12 meses na mina de Grosvenor na Austrália e um custo de reparo de US$ 500 milhões. Potenciais compradores dos negócios de carvão da empresa devem aguardar mais clareza sobre o incidente ou podem demandar um desconto, segundo o banco.

Na Bolsa de Milão, o FTSE Mib subiu 0,03%, aos 34.318,11 pontos. Em Lisboa, o PSI 20 ganhou 0,89% e encerrou o pregão aos 6.802,21 pontos. Já em Madri, o Ibex-35 registrou alta de 1,03%, para os 11.185,80 pontos. As cotações também são preliminares. *Com Dow Jones Newswires.

Notícias