Topo
Notícias

Ações europeias sobem com dados fracos de inflação nos EUA

11/07/2024 14h21

Por Shristi Achar A e Shubham Batra

(Reuters) - As ações europeias ampliaram seus ganhos nesta quinta-feira, com mais balanços positivos e dados de inflação dos Estados Unidos mais fracos do que o esperado, fortalecendo a visão de um corte na taxa de juros em setembro pelo Federal Reserve.

O índice europeu STOXX 600 terminou em alta de 0,6%, um pouco abaixo da máxima de duas semanas registrada mais cedo na sessão.

Os preços ao consumidor dos EUA caíram pela primeira vez em quatro anos em junho, em meio a custos mais baixos de gasolina e aluguéis mais moderados, colocando firmemente a desinflação de volta nos trilhos e aproximando o Fed mais um passo do corte de em setembro.

As ações dos setores imobiliário e de serviços públicos deram o maior impulso para o índice de referência, enquanto o índice STOXX 200 de empresas de pequena capitalização superou o desempenho das empresas de grande capitalização, com um aumento de 1,1%.

"(Os dados) aumentaram as expectativas de que o Fed reduzirá os juros, a partir de setembro. E se o Fed fizer cortes, será mais fácil para o BCE fazer o mesmo", disse Stuart Cole, economista-chefe da Equiti Capital.

"Os mercados europeus estão pensando dessa forma e agora estão prevendo um ritmo mais acelerado de afrouxamento monetário na Europa do que o esperado anteriormente. E isso é bom para as ações."

Os mercados monetários já precificam mais de 85% de chance de um corte na taxa de juros dos EUA em setembro.

As ações francesas subiram 0,7%, lideradas pelo avanço de 5,5% da Vivendi, após notícia de que o grupo de mídia está explorando uma cisão e uma possível listagem em Londres para sua unidade TV Canal+.

A empresa britânica de água Pennon saltou 9,6% depois de nomear Laura Flowerdew como sua nova diretora financeira.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,36%, a 8.223,34 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,69%, a 18.534,56 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,71%, a 7.627,13 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,03%, a 34.318,11 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,89%, a 11.170,00 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,89%, a 6.802,21 pontos.

Notícias