Topo
Notícias

Pablo Marçal diz que União Brasil 'quer sua alma' para apoiar candidatura

do UOL

Colaboração para o UOL

10/07/2024 16h51

O pré-candidato à Prefeitura de São Paulo Pablo Marçal (PRTB) afirmou durante a sabatina promovida pelo UOL e o jornal Folha de S.Paulo que o acordo do União Brasil está custando "caro".

O que aconteceu

Marçal disse que o União Brasil deve apoiá-lo. "Provavelmente vai andar junto com a gente. Sô não selou ainda porque está caro demais o pedido deles. Eles estão pedindo a minha alma. E eu não quero entregar isso", disse o pré-candidato.

O pré-candidato também falou sobre sua relação com Ronaldo Caiado (União Brasil). "O Caiado é meu amigo de muitos anos, tem meu respeito e eu já respondi que o apoio a ele está vinculado a o Bolsonaro continuar inelegível. Isso se a gente vier a acertar os ponteiros", disse Marçal. "Quando eu falei que está caro, está caro porque se eu cresço um pouco mais, vai ficar mais barato o que eles estão me pedindo."

A colunista do UOL Raquel Landim revelou que Marçal se encontrou novamente com o presidente do União Brasil. Marçal encontrou Antônio Rueda para discutir uma possível aliança na disputa para a prefeitura de São Paulo.

Quem é Pablo Marçal

Empresário e influenciador, Marçal deverá concorrer pela segunda vez a um cargo público. Em 2022, ele tentou disputar a Presidência da República pelo Pros, mas o partido cancelou a candidatura e apoiou o presidente Lula (PT). Marçal, então, concorreu a deputado federal por São Paulo e teve 243 mil votos, mas o registro foi negado pela Justiça Eleitoral.

Marçal foi anunciado no final de maio como pré-candidato a prefeito pelo PRTB. Desde que se colocou na disputa, ele já se reuniu com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), em Brasília, mas negou ter pedido apoio dele. Na mesma semana, Marçal teve um embate no Congresso com o deputado Guilherme Boulos (Psol-SP), adversário dele na corrida pela prefeitura de São Paulo.

O empresário apareceu empatado em 3º lugar na pesquisa mais recente do Datafolha, divulgada no dia 8. O candidato do PRTB marcou 10%, empatado tecnicamente com José Luiz Datena (PSDB), com 11%, Tabata Amaral (PSB), com 7%, e Marina Helena (Novo), com 5%. Ficaram à frente deles o prefeito Ricardo Nunes (MDB), com 24%, e Boulos (PSOL), com 23%. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Próximas sabatinas

O UOL e o jornal Folha de S.Paulo promovem sabatinas com pré-candidatos à Prefeitura de São Paulo. Na sexta (12), às 10h, será a vez do deputado Guilherme Boulos (PSOL). No dia 15, o prefeito Ricardo Nunes (MDB), que tenta a reeleição, participa da sabatina às 10h. José Luiz Datena (PSDB) é o entrevistado do dia 16, também às 10h.

Ao todo, o UOL e a Folha vão promover sabatinas com candidatos à prefeitura de 17 cidades do país. Já aconteceram as entrevistas com Fuad Noman (PSD) e Rogério Correia (PT), em Belo Horizonte; Bruno Reis (União) e Kleber Rosa (PSOL), em Salvador; com João Campos (PSB), Gilson Machado (PL) e Daniel Coelho (PSD), no Recife.

Ainda acontecerão as sabatinas com candidatos a 13 prefeituras: Rio de Janeiro, Maceió, Manaus, Fortaleza, Curitiba, Guarulhos, São Bernardo, Santo André, Osasco, Campinas, Sorocaba, Ribeirão Preto e São José dos Campos.

Notícias