Topo
Notícias

Rendimentos sobem com depoimento de Powell ao comitê do Senado dos EUA

09/07/2024 13h34

Por David Randall

NOVA YORK (Reuters) - Os rendimentos de referência do Treasury de dez anos subiam nesta terça-feira, com o depoimento do chair do Federal Reserve, Jerome Powell, para um comitê do Senado dos Estados Unidos em que sinalizou que um maior progresso na inflação pode levar a cortes na taxa básica de juros ainda neste ano.

"Depois de uma falta de progresso em direção ao nosso objetivo de inflação de 2% no início deste ano, as leituras mensais mais recentes mostraram um progresso modesto. Mais dados positivos fortaleceriam nossa confiança de que a inflação está se movendo de forma sustentável em direção a 2%", disse Powell.

Os mercados de futuros de juros estão prevendo cortes de 50 pontos-base na taxa básica até o final de dezembro, sendo que o primeiro corte deve ocorrer em setembro, de acordo com a ferramenta FedWatch da CME. A força do mercado de trabalho dos EUA, assim como o progresso contínuo da inflação, são os fatores citados pelo banco central norte-americano como fundamentais para influenciar o momento e o ritmo dos cortes.

"Com toda a comunicação do Fed, não esperávamos muito desse depoimento", disse Lawrence Gillum, estrategista-chefe de renda fixa da LPL Financial.

"Os movimentos no rendimento do Treasury de dez anos eram realmente determinados pelas expectativas da taxa neutra e uma expectativa de um ciclo de corte de juros bastante superficial. Portanto, achamos que ficaremos nesses níveis por um tempo."

O rendimento do Treasury de dez anos subia 3,9 pontos-base, para 4,308%. O retorno do título de 30 anos avançava 3,8 pontos-base, para 4,496%.

O yield da nota de dois anos, que normalmente acompanha as expectativas da taxa de juros, ganhava 1,9 ponto-base, para 4,637%.

A diferença entre os rendimentos dos Treasuries de dois e dez anos, vista como um indicador das expectativas econômicas, estava em -33,7 pontos-base.

Notícias