Topo
Notícias

Reino Unido arquiva processo de imigrantes que recorriam contra deportação para Ruanda

09/07/2024 09h57

Três solicitantes de asilo, que apelaram contra a tentativa do Reino Unido de deportá-los para Ruanda, tiveram seus casos arquivados pela Justiça nesta terça-feira (9), após o governo trabalhista anunciar que abandonaria o projeto do antigo governo conservador. 

Os recursos dos três demandantes de asilo deveriam ser analisados a partir desta terça-feira pelo Supremo Tribunal de Justiça de Londres, mas a audiência, inicialmente programada para durar pelo menos quatro dias, durou apenas uma hora.

O advogado do Ministério do Interior do novo governo trabalhista, James Eadie, disse que as apelações dos três requerentes de asilo foram "completamente resolvidas". 

Os pedidos dos migrantes "serão examinados de forma consistente com a nova política de asilo do novo governo", acrescentou. 

O advogado acrescentou que o novo governo "não prevê expulsões para Ruanda". 

O novo primeiro-ministro, Keir Starmer, anunciou no sábado que o plano de deportação de imigrantes sem documentos elaborado pelo governo conservador está "morto e enterrado". 

O Partido Conservador apostava no plano para desencorajar migrantes a atravessarem o Canal da Mancha para o Reino Unido em barcos provenientes da costa norte da França.

Em novembro de 2023, o Supremo Tribunal do Reino Unido decidiu que o projeto era ilegal à luz do direito internacional, uma vez que Ruanda não poderia ser considerado um país seguro para os requerentes de asilo. 

jwp-ctx-psr/mb/jc/fp

© Agence France-Presse

Notícias