Topo
Notícias

Moscou 'promete' retorno de indianos recrutados de forma enganosa para o Exército russo

09/07/2024 13h17

A Rússia prometeu nesta terça-feira (9) que dezenas de indianos recrutados de forma enganosa para lutar no Exército russo na Ucrânia poderiam voltar para casa "o mais rápido possível", anunciou o secretário das Relações Exteriores indiano, Vanay Kwatra.

"O primeiro-ministro [Modi] levantou energicamente a questão da libertação rápida de cidadãos indianos recrutados fraudulentamente pelo Exército russo" e "o lado russo prometeu a sua libertação o mais rápido possível", disse Vanay Kwatra, à margem de uma reunião em Moscou entre o presidente russo, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi. 

Kwatra indicou que não possui dados precisos sobre o número de cidadãos indianos recrutados de forma enganosa, mas as autoridades estimam que sejam "entre 35 e 50". Alguns veículos da imprensa acreditam que o número é maior.

"Dez já conseguiram retornar à Índia", disse ele. "Houve uma impressão de promessa da parte russa, ambos os sistemas trabalharão nisso e veremos exatamente como e em que prazo podemos trazê-los de volta ao país", acrescentou. 

Nos últimos meses, vários cidadãos disseram à AFP que foram recrutados para as forças armadas russas com a garantia de que não iriam para a Ucrânia e trabalhariam apenas em "serviços de apoio". 

No entanto, foram treinados no manuseio de armas e depois enviados para a linha da frente na Ucrânia, onde Moscou lançou uma ofensiva em fevereiro de 2022. 

O Exército russo também recrutou cidadãos do Sri Lanka e do Nepal.

bur/fio/sag/mb/aa

© Agence France-Presse

Notícias