Topo
Notícias

Vidente? Gato é adotado por lotérica e 'escolhe' bilhete premiado em bolão

O gato Gargamel escolheu um bilhete premiado em maio.  - Arquivo pessoal
O gato Gargamel escolheu um bilhete premiado em maio. Imagem: Arquivo pessoal
do UOL

Do UOL, em São Paulo

25/06/2024 04h00

Em Belém, Gargamel, um gato filhote macho, rajado, foi achado pelo dono de uma lotérica da região. O encontro foi um golpe de sorte logo no começo da relação entre humano e felino, e rendeu um prêmio para clientes do local.

"Gargamel foi encontrado em uma rua próximo à feira, estava abandonado junto de outros gatinhos. Meu patrão já tinha comentado que ele queria um gato com todas as características de Gargamel, até que um dia ele o encontrou na rua, estava desnutrido e passava fome. Então, resolveu adotar ele", conta Daniel Borges, 29, recebedor de apostas lotéricas no estabelecimento e responsável por criar uma rede social para o pet.

O que aconteceu?

Gargamel foi adotado pelo dono da lotérica — que preferiu não dar entrevista — e o acompanha durante todo o expediente. Daniel, um dos recebedores de apostas, é um dos funcionários que faz companhia para o gatinho.

Os funcionários se aproximaram do bichano e ele foi apelidando de supervisor da lotérica. Em uma das interações, um cliente pediu, em tom de brincadeira, que Gargamel escolhesse o bilhete para apostar em um bolão. O felino se espreguiçou e tocou um dos papéis da vitrine

A "aposta do gato" foi a ganhadora e garantiu R$ 2.309 para cada um dos quatro participantes do bolão.

Foi pura sorte dele (gato), o rapaz simplesmente falou: 'Escolhe um jogo aí, supervisor'. Ele foi se espreguiçar e acabou tocando em um jogo da Dupla Sena. Aí, o cliente falou: 'Se ele tocou nesse, eu quero esse'. Levou o jogo, e no dia seguinte, só alegria! O jogo era vencedor da Dupla Sena!
Daniel Borges

Gatos envenenados

Borges conta que o dono da lotérica tinha outros gatos, mas que saíam da residência e voltavam.

Infelizmente alguém do bairro resolveu envenená-los e todos morreram. Quando ele adotou o Gargamel, ele tinha medo de deixá-lo solto e ser envenenado também, então foi decidido de ele ir e vir todo dia trabalhar junto com o chefe
Daniel Borges

Números sorteados e bilhete premiado. - Arquivo pessoal.  - Arquivo pessoal.
Números sorteados e bilhete premiado.
Imagem: Arquivo pessoal.

Gargamel tem mimos, como a troca de sua água de duas em duas horas, por gostar de "tomar geladinha".

A presença do felino causou surpresa nos clientes. "Gargamel aprendeu a subir em cima das mesas de trabalho, mas a gente sempre tirava ele, porque tínhamos medo de ter um olhar negativo dos clientes", conta Borges.

Insistente, o gatinho voltava. "Ele ficava sempre em cima olhando, prestando a atenção no que cada um fazia. Então, chegou uma pessoa e soltou: 'E o supervisor de vocês, cadê?' Algumas pessoas que estavam no salão escutaram e aí pegou o apelido."

Apesar de passar boa parte do dia dormindo, Gargamel é conhecido como "supervisor" da lotérica.  - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Apesar de passar boa parte do dia dormindo, Gargamel é conhecido como "supervisor" da lotérica.
Imagem: Arquivo pessoal

Borges, que criou até um Instagram para o gato da sorte, passou também a dividir uma parte da sua baía de trabalho com Gargamel. "Ele passa uma boa parte do dia comigo, como eu fico próximo do ar-condicionado, ele gosta de dormir bem debaixo do friozinho", conta o recebedor lotérico.

Todos gostam dele, tem quem vem de outros bairros para poder conhecê-lo
Danilo Borges

Notícias