Topo
Notícias

Bowman, do Fed, diz que é preciso manter juros estável "por algum tempo" para vencer a inflação

25/06/2024 09h06

Por Ann Saphir

(Reuters) - A diretora do Federal Reserve Michelle Bowman reiterou nesta terça-feira sua opinião de que manter a taxa de juros estável "por algum tempo" provavelmente será suficiente para deixar a inflação sob controle, mas também reiterou sua disposição de aumentar os custos dos empréstimos se necessário.

"A inflação nos EUA continua elevada, e ainda vejo vários riscos de aumento da inflação que afetam minha perspectiva", disse Bowman em comentários preparados para apresentação em Londres.

É improvável que as melhorias na cadeia de oferta e o aumento na oferta de mão de obra devido à imigração, que ajudaram a reduzir a inflação no ano passado, continuem, disse ela. Conflitos regionais podem pressionar para cima os preços da energia e dos alimentos e condições financeiras mais frouxas ou estímulos fiscais também podem estimular a inflação, completou.

E as necessidades de moradia dos imigrantes, juntamente com a contínua restrição do mercado de trabalho, também podem aumentar os preços, disse ela.

"Se os dados que estão chegando indicarem que a inflação está se movendo de forma sustentável em direção à nossa meta de 2%, será apropriado em algum momento reduzir gradualmente a taxa de juros para evitar que a política monetária se torne excessivamente restritiva", disse ela.

Entretanto, Bowman destacou que a economia "ainda" não chegou a esse ponto, acrescentando que "permanecerá cautelosa" em sua abordagem da política monetária e previu que os bancos centrais de outros países poderão afrouxar mais cedo ou mais rapidamente do que o Fed.

O Fed manteve a taxa de juros neste mês na faixa de 5,25% a 5,5%, onde está desde julho passado. Novas projeções mostraram que nenhum membro do Fed espera aumentar os juros daqui para frente, e a mediana das estimativa aponta para apenas um corte antes do final do ano.

"Olhando para o futuro, vou observar atentamente os dados que estão chegando, enquanto avalio se a política monetária nos EUA é suficientemente restritiva para reduzir a inflação para nossa meta de 2% ao longo do tempo", disse Bowman.

Até o momento neste ano, houve apenas um "modesto progresso adicional" na inflação, disse ela. "Projeto que a inflação permanecerá elevada por algum tempo."

Notícias