Topo
Notícias

Com gol no fim, Itália empata com a Croácia (1-1) e vai às oitavas da Euro

24/06/2024 19h07

A Itália, atual campeã, avançou às oitavas de final da Eurocopa para enfrentar a Suíça, graças a um gol marcado nos acréscimos no empate em 1 a 1 com a Croácia nesta segunda-feira (24), em Leipzig.

Os croatas abriram o placar no início do segundo tempo com o capitão Luka Modric (55'), mas os italianos evitaram a derrota marcando no último lance com Mattia Zaccagni (90'+8), um resultado que garantiu a 'Azzurra' como segunda colocada do Grupo B da Euro, atrás da Espanha.

Por sua vez, a Croácia está praticamente eliminada, dependendo de uma combinação improvável em outros grupos para avançar como um dos melhores terceiros colocados.

"Lutamos até o final, mas infelizmente o futebol foi implacável conosco esta noite. Foi cruel", declarou Modric após a partida.

- Donnarumma pega pênalti de Modric -

O jogador do Real Madrid pode dizer que fez seu país sonhar durante os últimos 30 minutos do jogo, com melhores chances para os italianos no primeiro tempo.

Mas a primeira foi para a Croácia, em um belo chute de Luka Sucic (5') que Donnaruma salvou fazendo grande defesa.

Recuperados desse susto inicial, foram os italianos que estiveram mais perto de marcar, em cabeçadas de Mateo Retegui (22') e Alessandro Bastoni (27').

Mas os croatas foram para o vestiário decididos a reverter sua delicada situação nos últimos 45 minutos da fase de grupos.

Logo no início do segundo tempo, uma bola levantada na área italiana bateu na mão de Davide Fratessi e a arbitragem marcou pênalti.

A tensão era palpável entre Modric e Donnaruma, os melhores jogadores de suas equipes, com um duelo mano a mano decisivo para a croatas e italianos.

O goleiro italiano de 25 anos, que já fez a diferença na Euro de 2021, levou a melhor sobre o veterano croata, de 38, e defendeu a cobrança rasteira no canto esquerdo espalmando para longe para evitar um rebote.

- Modric, o mais velho a marcar na Euro -

Mas como disse o zagueiro italiano Alessandro Bastoni em entrevista coletiva no domingo, "o futebol sempre dá uma segunda oportunidade", e desta vez foi para seus adversários.

Menos de 60 segundos depois da defesa de Donnarumma, Sucic colocou a bola na área e Ante Budimir bateu para mais uma defesa do goleiro italiano, que nada pôde fazer quando Modric aproveitou o rebote e se redimiu do pênalti perdido.

O gol faz do experiente meia o jogador mais velho a marcar na história da Eurocopa, com 38 anos e 289 dias, superando por 32 dias o recorde estabelecido em 2008 pelo austríaco Ivica Vastic.

O lado croata do estádio já festejava quando no último minuto dos acréscimos Zaccagni, atacante da Lazio, recebeu na área e bateu colocado no ângulo esquerdo do goleiro Dominik Livakovic.

"Isso é o futebol, acreditamos até o final", declarou o técnico da Itália, Luciano Spalletti. "Podemos estar satisfeitos com o resultado, mas precisamos melhorar", acrescentou.

A permanência da Croácia no torneio é difícil, dado seu desempenho ruim na fase de grupos. Com apenas dois pontos, a equipe está em desvantagem em relação à Hungria (3 pontos), terceira colocada do Grupo A, o único encerrado além do B.

dam/eb/cb/aam

© Agence France-Presse

Notícias