Topo
Notícias

Barroso canta 'Evidências', de Chitãozinho e Xororó, com estudantes no Reino Unido

Brasília

24/06/2024 19h32Atualizada em 24/06/2024 21h06

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luís Roberto Barroso, foi filmado cantando a música "Evidências", da dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó, com estudantes durante o Brazil Forum UK, que aconteceu no Reino Unido, entre o sábado (22) e o domingo (23).

Acompanhado dos universitários, o presidente da Corte mostrou que sabe todos os versos do clássico da música brasileira.

A nona edição do Brazil Forum UK foi realizada na Universidade de Oxford. O evento reúne brasileiros que estudam no Reino Unido e promove a discussão de temas que buscam impulsionar mudanças positivas no País.

Barroso foi o responsável por fazer o discurso de abertura do evento no sábado. Na fala, que durou 27 minutos, o presidente do STF declarou que a democracia brasileira sofreu uma "prova de fogo" por causa da "ascensão da extrema direita" e pela capitalização do sentimento religioso nas discussões políticas.

"O Brasil viveu uma grande prova de fogo, como o mundo tem vivido uma prova de fogo, na preservação da democracia pela ascensão de uma extrema direita intolerante em muitas partes do mundo, pela utilização dos discursos de ódio e da desinformação como estratégia de atuação política. Em muitas partes do mundo, pela captura do sentimento religioso com o uso abusivo de matéria política", afirmou o presidente do STF.

Ainda nesta semana, o ministro do STF Gilmar Mendes também vai participar de um congresso na Europa.

O "Gilmarpalooza", como ficou conhecido o Fórum Jurídico de Lisboa, promovido pelo instituto de ensino superior do decano do STF, em Lisboa, vai reunir o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), os deputados Orlando Silva (PCdoB-SP) e Doutor Luizinho (PP-RJ), os senadores Jaques Wagner (PT-BA), Eliziane Gama (PSD-MA) e Ciro Nogueira (PP-PI). o evento também vai contar com a participação dos governadores de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e Goiás, Ronaldo Caiado (União).

Notícias