Topo
Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Ataque aéreo israelense deixa oito mortos em centro de ajuda de Gaza, dizem testemunhas

Pessoas andam ao redor de destroços de explosão na Cidade de Gaza - Omar AL-QATTAA / AFP
Pessoas andam ao redor de destroços de explosão na Cidade de Gaza Imagem: Omar AL-QATTAA / AFP

Nidal al;Mughrabi;

23/06/2024 12h44

Oito palestinos foram mortos neste domingo em um ataque aéreo israelense contra uma escola de treinamento perto da Cidade de Gaza usada para distribuir ajuda, disseram testemunhas palestinas, enquanto tanques seguiam avançando para a cidade de Rafah, no sul do enclave.

O ataque atingiu parte de uma escola profissionalizante administrada pela UNRWA, agência da ONU para refugiados palestinos, que agora fornece ajuda às famílias deslocadas, disseram as testemunhas.

"Algumas pessoas vinham receber cupons e outras estavam abrigadas aqui porque saíram de suas casas. Alguns estavam se abastecendo de água, outros estavam pegando os cupons e de repente ouvimos alguma coisa caindo. Saímos correndo e quem estava carregando água, a derramaram", disse Mohammed Tafesh, uma das testemunhas.

Um fotógrafo da Reuters viu um prédio de poucos andares completamente demolido e corpos enrolados em cobertores estendidos ao lado da rua, esperando para serem levados.

"Retiramos mártires (dos escombros), um que vendia bebidas geladas, um que vendia doces e outros que distribuíam ou recebiam cupons", disse Tafesh.

"Há cerca de quatro ou cinco mártires e 10 feridos. Graças a Deus, a condição dos feridos é boa."

O Exército de Israel não respondeu a pedido de comentário.

Juliette Touma, diretora de comunicações da UNRWA, disse que a agência estava analisando os detalhes do ataque relatado antes de fornecer mais informações.

"Desde o início da guerra, registramos que quase 190 de nossos edifícios foram atingidos. Essa é a grande maioria de nossos edifícios em Gaza", disse.

Segundo ela, um total de 193 membros da equipe da UNRWA foram mortos no conflito.

Após mais de oito meses de guerra de Israel no enclave palestino administrado pelo Hamas, o avanço militar está concentrado nas duas áreas que suas forças ainda não conquistaram — Rafah, no extremo sul de Gaza, e a área ao redor de Deir al-Balah, no centro.

A campanha terrestre e aérea de Israel em Gaza foi desencadeada quando militantes liderados pelo Hamas invadiram o sul de Israel em 7 de outubro, matando cerca de 1.200 pessoas e capturando mais de 250 reféns, segundo registros israelenses.

A ofensiva deixou Gaza em ruínas, matou quase 37.600 pessoas, de acordo com as autoridades de saúde palestinas, e deixou quase toda a população desabrigada e desamparada.

Notícias