Topo
Notícias

Tarcísio afaga Milton Leite após tensão sobre vice: 'Se aposentar por quê?'

Da esquerda para direita, o vereador Milton Leite, o governador Tarcísio de Freitas e o prefeito Ricardo Nunes - 21.jun.2024-Bruno Luiz/UOL
Da esquerda para direita, o vereador Milton Leite, o governador Tarcísio de Freitas e o prefeito Ricardo Nunes Imagem: 21.jun.2024-Bruno Luiz/UOL
Ana Paula Bimbati e Bruno Luiz
do UOL

Do UOL, em São Paulo

21/06/2024 19h18Atualizada em 21/06/2024 19h34

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), afagou o presidente da Câmara Municipal, Milton Leite (União), durante uma agenda pública na zona sul da cidade.

O que aconteceu

Tarcísio afirmou que Leite está com saúde, entusiasmo e fazendo a diferença. "Vai se aposentar por quê? Vai nada, não vai não", disse o governador. Leite é vereador desde 1997 e foi eleito presidente da Câmara Municipal sete vezes.

O presidente da Câmara já anunciou algumas vezes em 2024 que não vai se candidatar de novo este ano. Ele chegou a se lançar como uma opção para a chapa do prefeito Ricardo Nunes (MDB), que busca a reeleição.

O afago do governador acontece em meio à resistência de Leite ao nome escolhido para vice de Nunes, indicado pelo ex-presidente Bolsonaro. "Os jornais dizem que tem um outro, um coronel, que quer ser vice do prefeito. Não sei se será vice do prefeito. Torço para que possa ser alguém forte, com representação na base, que tenha voto", afirmou o presidente da Câmara na terça-feira (18), antes de o nome do ex-comandante da Rota Ricardo Mello Araújo ser selado.

O União Brasil ainda não oficializou o apoio à reeleição do prefeito. O deputado federal Kim Kataguiri (União) é pré-candidato, e há conversas de alguns integrantes do partido com outro pré-candidato, o coach Pablo Marçal (PRTB).

Ex-Rota como vice

Ao final da agenda, Tarcísio anunciou Mello Araújo como vice de Nunes nas eleições. Leite estava presente durante a coletiva à imprensa.

Tarcísio afirmou que o nome foi uma convergência entre os 11 partidos que apoiam a reeleição de Nunes. O governador organizou um jantar no dia do seu aniversário para discutir o assunto com representantes das legendas.

Mello Araújo sofreu resistência também dentro do próprio partido. O presidente municipal do PL em São Paulo, Isac Félix, disse que o vice deveria ser um nome que agregasse mais votos. A bancada municipal do PL divulgou nota nesta sexta, no entanto, dizendo estar "de acordo" com a indicação.

Essa página está superada. Agora vamos andar pra frente. A gente vai pensar agora com o Ricardo a elaboração de plano de governo. Aquilo que [Nunes] construiu ao longo do mandato, ele está conseguindo entregar agora. É concretizar essas entregas, pensar no futuro.
Tarcísio de Freitas, governador de SP

Notícias