Topo
Notícias

Ucrânia acusa Coreia do Norte de ajudar a Rússia no 'assassinato em massa' de civis

19/06/2024 12h51

A Ucrânia acusou, nesta quarta-feira (19), a Coreia do Norte de ajudar militarmente a Rússia no "assassinato em massa" de civis e exigiu medidas "mais rigorosas" para isolar ambos os países, após uma visita do presidente russo, Vladimir Putin, a Pyongyang. 

"A Coreia do Norte coopera hoje ativamente com a Rússia na esfera militar e lhe fornece deliberadamente recursos para o assassinato em massa de ucranianos", disse à AFP Mikhail Podoliak, assessor da Presidência ucraniana. 

Podoliak acusou Pyongyang de entregar a Moscou "um grande número de projéteis de grande calibre" que lhe permitem "manter uma alta intensidade de ataques de artilharia e mísseis". 

"Isso repercute no desenvolvimento da guerra como um todo e aumenta consideravelmente o número de vítimas civis", continuou Podoliak, acusando a Coreia do Norte de "participar conscientemente" na guerra russa na Ucrânia.

O assessor presidencial lamentou ainda a "absoluta incapacidade dos instrumentos de pressão global" e apelou a uma "abordagem mais rigorosa para alcançar o verdadeiro isolamento" da Rússia e da Coreia do Norte. 

"É claro que as medidas restritivas impostas à Rússia e à Coreia do Norte não são suficientes", sublinhou. 

A Coreia do Norte e a Rússia assinaram, nesta quarta-feira, um acordo de defesa mútua para lutar contra as "práticas hegemônicas e neocolonialistas dos Estados Unidos e dos seus satélites", durante uma visita do presidente russo, Vladimir Putin, a Pyongyang.

bur-jbr/pop/am/sag/mb/aa/ic

© Agence France-Presse

Notícias