Topo
Notícias

Colômbia vence Bolívia (3-0) e ganha moral antes da Copa América

15/06/2024 19h56

A Colômbia, adversária do Brasil na fase de grupos da Copa América, venceu a frágil Bolívia por 3 a 0 neste sábado (15), em um amistoso, e encerrou em grande estilo sua preparação para o torneio continental, que começa na quinta-feira, dia 20, nos Estados Unidos. 

O meio-campista do Fluminense Jhon Arias abriu o placar aos cinco minutos de jogo e o atacante Jhon Córdoba ampliou 20 minutos depois com um belo giro após um passe de Luis Díaz, destaque dos colombianos no Pratt & Whitney Stadium, em East Hartford, nos EUA. 

Díaz também teve sua recompensa e marcou aos 41 minutos, após se livrar de vários marcadores na área. 

A vitória confirma a Colômbia - invicta há 24 jogos - como candidata a surpreender os favoritos Argentina e Brasil na Copa América. Os colombianos vão estrear no dia 24 de junho contra o Paraguai, depois enfrentarão Costa Rica e Brasil, que completam o Grupo D. 

Já a Bolívia terá muito que melhorar antes de encarar Estados Unidos, Uruguai e Panamá no Grupo C.

- Díaz imparável -

Os bolivianos se mostraram nervosos desde o início, com o goleiro Guillermo Viscarra obrigado a afastar a bola de forma desajeitada com os pés logo na primeira jogada da partida. Um aviso do que viria depois. 

Antes do quinto minuto de jogo, a defesa de 'La Verde' deu um presente ao mais perigoso dos colombianos, o atacante Luis Díaz, que entrou na área com a bola dominada e foi desarmado quando ia chutar com a perna direita. Felizmente para a Colômbia, Jhon Arias acompanhou de perto a ação e conseguiu recuperar a rebatida para fazer 1 a 0. 

Os jogadores comandados pelo técnico brasileiro Carlos Zago desabaram e pareciam indefesos diante das combinações ofensivas de Díaz, James Rodríguez e do atacante Jhon Córdoba, que marcou o segundo da noite com um chute rasteiro após um grande passe de Díaz. 

Depois de meia hora de domínio absoluto, a Colômbia relaxou e a Bolívia se instalou no campo adversário. O meia Fernando Saucedo teve a chance mais clara em uma potente cobrança de falta, que foi espalmada pelo goleiro Camilo Vargas. 

A bomba de Saucedo serviu apenas para acordar os colombianos, que responderam quase imediatamente com um avanço pela esquerda. Mais uma vez, 'Lucho' Díaz entrou na área boliviana, enganou vários marcadores e, dessa vez sim, definiu com o pé direito para fazer o terceiro. 

- Nada amistoso -

No intervalo, o técnico argentino Néstor Lorenzo poupou os artilheiros Arias e Córdoba para dar espaço ao atacante do River, Miguel Borja, e ao promissor Yaser Asprilla. 

Porém, os que entraram não conseguiram brilhar em uma partida marcada pelas jogadas incisivas dos bolivianos. Após uma hora de bola rolando, o lateral Héctor Cuellar fez uma falta dura em Díaz com um chute por trás que gerou uma confusão em campo. O colombiano Daniel Muñoz e o boliviano César Menacho trocaram agressões e foram expulsos, enquanto Cuellar recebeu apenas o cartão amarelo. 

Após a falta brutal, Néstor Lorenzo tirou Díaz de campo e diminuiu o ritmo do jogo, preservando forças para a Copa América. 

"O bom começa agora. Como eu digo: fogo! Temos alguns dias para ficar bem, melhor ainda", discursou após o jogo o capitão da seleção colombiana, James Rodríguez, que alcançou a marca de 100 partidas com sua seleção.

jss/gfe/aam

© Agence France-Presse

Notícias