Topo
Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Campanha de Trump arrecada mais de US$ 50 milhões após veredicto histórico

Trump se tornou o primeiro ex-presidente dos Estados Unidos condenado por um crime - Reprodução
Trump se tornou o primeiro ex-presidente dos Estados Unidos condenado por um crime Imagem: Reprodução

31/05/2024 13h51

A equipe de campanha de Donald Trump anunciou, nesta sexta-feira (31), que arrecadou mais de US$ 50 milhões (R$ 262 milhões) em pequenas doações on-line em 24 horas, depois que o ex-presidente foi considerado culpado em um veredicto histórico, o que teria alavancado o seu apoio, segundo seu estafe.

"São mais de 2 milhões de dólares [cerca de R$ 10,5 milhões] por hora", comemorou sua equipe de campanha em comunicado.

"Poucos minutos após o anúncio do veredicto do julgamento-farsa, nosso sistema digital de arrecadação de fundos ficou sobrecarregado de apoio e, apesar dos atrasos temporários on-line devido ao tráfego intenso, o presidente Trump arrecadou US$ 34,8 milhões [R$ 182 milhões] de pequenos doadores", disseram os colaboradores da campanha Chris LaCivita e Susie Wiles na manhã desta sexta-feira. À noite, o valor disparou para 52,8 milhões de dólares (R$ 277 milhões).

O número registrado na manhã desta sexta já havia sido praticamente o dobro do segundo melhor dia de arrecadação de fundos de campanha no WinRed, a plataforma oficial de doações do Partido Republicano, segundo assessores.

"O corrupto [presidente] Joe Biden e os democratas, com sua caça às bruxas política de interferência eleitoral, despertaram o movimento MAGA como nunca", acrescentaram os assessores de Trump, referindo-se ao acrônimo pelo qual é conhecido o movimento trumpista "Make America Great Again" ("Façamos os Estados Unidos grandes de novo", em tradução livre).

Na quinta-feira, um júri de Nova York considerou o ex-presidente dos Estados Unidos culpado de 34 acusações de falsificação de documentos contábeis para ocultar um pagamento destinado a silenciar uma ex-atriz de filmes adultos e evitar um escândalo sexual na reta final da sua campanha de 2016.

O republicano, que foi liberado sem fiança após a audiência, pode ser condenado a quatro anos de prisão por cada acusação, embora seja mais provável que receba liberdade condicional.

Mesmo assim, Trump não está impedido de continuar a sua batalha para vencer Biden na revanche eleitoral, inclusive no caso improvável de ir para a prisão.

Nesta sexta-feira, o magnata atacou o veredicto contra si ao qualificar o processo criminal a que foi submetido como "muito injusto" e politizado.

"Foi muito injusto [...] vocês viram o que aconteceu com algumas das testemunhas do nosso lado. Eles literalmente as crucificaram", disse o magnata em um discurso na Trump Tower, em Manhattan.

Trump se tornou o primeiro ex-presidente dos Estados Unidos condenado por um crime.

O republicano, de 77 anos, enfrenta outros três processos criminais com acusações mais graves relacionadas com suas tentativas de anular os resultados das eleições que perdeu para Biden em 2020 e com o tratamento de documentos confidenciais que ele levou para sua residência particular depois de deixar a Casa Branca.

Mas não se espera que estes casos avancem para a fase de julgamento antes das eleições de novembro.

ft/arp/atm/cjc/ag/aa/yr/rpr

© Agence France-Presse

Notícias