Topo
Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Zoológico descobre que hipopótamo tratado por sete anos como macho é fêmea

Gênero de Gen-chan, hipopótamo de 12 anos, foi descoberto após exame de DNA - Handout / OSAKA TENNOJI ZOO / AFP
Gênero de Gen-chan, hipopótamo de 12 anos, foi descoberto após exame de DNA Imagem: Handout / OSAKA TENNOJI ZOO / AFP

23/04/2024 10h15

Gen-chan, um hipopótamo do zoológico de Osaka, procedente de um parque no México, foi considerado macho durante anos. Após análises sobre seu comportamento incomum e um teste de DNA, porém, profissionais do zoo descobriram que ele era uma fêmea.

Este mamífero semiaquático, que tem atualmente 12 anos, chegou ao zoológico de Osaka, no oeste do Japão, em 2017 vindo do parque Africam Safari de Puebla, no centro do México, e cujos responsáveis garantiram que se tratava de um macho.

Mas os membros do zoológico japonês não conseguiam acreditar.

Principalmente quando observaram que Gen-chan, quando adulto, não tinha o comportamento típico dos machos de sua espécie, que marcam seu território e afirmam sua autoridade espalhando seus excrementos com um movimento circular de sua cauda. Gen-chan também não cortejava fêmeas.

Os funcionários do zoológico não conseguiram verificar visualmente o sexo, pois esses animais podem ser muito perigosos.

"Foi por isso que solicitamos um teste de DNA a uma instituição externa e o resultado mostrou que era uma fêmea", anunciou recentemente o zoológico de Osaka, acrescentando que não iria mudar o nome do animal.

"Chan" é um diminutivo afetuoso no Japão usado para menores, principalmente meninas.

Notícias