Topo
Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Câmara dos EUA aprova pacote de ajuda para Israel e Ucrânia

Câmara dos Representantes, nos EUA - REUTERS/Jonathan Ernst
Câmara dos Representantes, nos EUA Imagem: REUTERS/Jonathan Ernst

20/04/2024 15h37Atualizada em 20/04/2024 16h21

WASHINGTON, 20 ABR (ANSA) - A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou neste sábado (20) um novo pacote de ajuda militar para Israel e Ucrânia, envolvidos em conflitos contra o grupo fundamentalista Hamas e a Rússia, respectivamente.

No caso de Kiev, os EUA aprovaram o projeto de lei que vai atribuir US$ 60 bilhões para os ucranianos. O resultado foi celebrado pelo presidente do país, Volodymyr Zelensky, que garantiu que a ação salvará vidas.

"A democracia e a liberdade sempre terão um significado global e nunca desaparecerão enquanto a América ajudar a protegê-las. A vital lei de ajuda dos EUA impedirá que a guerra se espalhe, além de salvar milhares de vidas", afirmou o mandatário.

Já o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, escreveu nas redes sociais que a decisão dos Estados Unidos envia uma "mensagem clara" aos russos.

O Kremlin, por sua vez, se limitou a dizer que a nova ajuda norte-americana só "matará ainda mais ucranianos" no conflito entre as nações.

Pelo lado israelense, Washington fornecerá um apoio de US$ 26 bilhões, mas US$ 9 bilhões deste valor serão encaminhados para reforçar a ajuda humanitária na Faixa de Gaza.

Após a aprovação do projeto, Israel definiu que a ajuda militar "envia uma forte mensagem aos inimigos".

Além de Ucrânia e Israel, Taiwan também foi contemplado na Câmara dos EUA, pois um pacote de US$8 bilhões foi aprovado para fortalecer a política americana na ilha e combater a crescente influência chinesa.

A partir de agora, a legislação vai ser revisada pelo Senado do país, de maioria democrata, onde uma primeira votação deverá ocorrer na próxima terça-feira (23).

Notícias