Topo
Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Presidente iraniano ignora Israel em 1º discurso após ataque

Ultraconservador Ebrahim Raisi, presidente do Irã - Atta Kenare/AFP
Ultraconservador Ebrahim Raisi, presidente do Irã Imagem: Atta Kenare/AFP

19/04/2024 07h31Atualizada em 19/04/2024 08h39

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, pronunciou um discurso nesta sexta-feira sem mencionar as explosões registradas poucas horas antes no país, que fontes do governo americano atribuíram a Israel.

Diante de uma multidão reunida na cidade de Damghan, nordeste do país, Raisi mencionou brevemente o contexto de tensão no Oriente Médio, depois que a República Islâmica disparou drones e mísseis contra Israel na semana passada.

A operação, que aconteceu em 13 de abril, "refletiu nossa autoridade, a vontade ferrenha de nosso povo e a nossa unidade", declarou.

"Todos os setores da população e todas as tendências políticas concordam que a operação intensificou a força e a autoridade da República Islâmica", acrescentou.

Durante o discurso, Raisi não fez nenhuma referência às explosões registradas perto da cidade de Isfahan, que fontes de alto escalão do governo dos Estados Unidos, citadas pela imprensa, atribuíram a um ataque israelense.

"As informações da imprensa americana não são corretas", declarou o porta-voz da agência espacial iraniana, Hossein Dalirian.

"Até o momento não aconteceram ataques de fora das fronteiras contra Isfahan ou outras partes do país", afirmou.

"A explosão de hoje sobre Isfahan foi relacionada com o disparo de sistemas de defesa antiaérea contra um objeto suspeito que não provocou nenhum acidente ou dano", declarou o comandante do Exército, Abdolrahim Mousavi, segundo a agência de notícias Tasnim.

Notícias