Topo
Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Suspeito de colaborar com plano russo para assassinar Zelensky é preso na Polônia

O presidente da Ucrânia, Volodymur Zelensky, em discurso na Assembleia-Geral da ONU - Reprodução
O presidente da Ucrânia, Volodymur Zelensky, em discurso na Assembleia-Geral da ONU Imagem: Reprodução

18/04/2024 13h14Atualizada em 18/04/2024 14h20

Um indivíduo suspeito de ajudar na preparação de um suposto plano dos serviços russos para assassinar o presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, foi detido na Polônia, anunciaram nesta quinta-feira (18) os Ministérios Públicos polonês e ucraniano.

O detido foi identificado como Pawel K., de nacionalidade polonesa, e tinha a missão de "reunir e entregar informações aos serviços de informações militares da Federação da Rússia" para "planejar uma eventual tentativa de assassinato" de Zelensky, informou o Ministério Público polonês em um comunicado.

Pawel K. havia "estabelecido contatos com cidadãos da Federação da Rússia diretamente envolvidos na guerra da Ucrânia", acrescentou.

As autoridades polonesas foram informadas das atividades do suspeito pelo MP da Ucrânia, que repassou "elementos de prova essenciais", indica o documento.

Segundo o Procurador-Geral da Ucrânia, Pawel K. devia recolher informações "sobre a segurança do aeroporto de Rzeszów-Jasionka", no sudeste da Polônia, que é frequentemente utilizado por Zelensky quando viaja para fora da Ucrânia, bem como por dirigentes estrangeiros que vão à Ucrânia ou para encaminhar ajuda a este país, em guerra com a Rússia desde fevereiro de 2022.

Notícias