Topo
Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

EUA pedem investigação 'imparcial' de ataque israelense contra ONG americana

Carcaça do carro usado pelo grupo de ajuda mundial World Central Kitchen, com sede nos EUA, que foi atingido por um ataque israelense no centro da Faixa de Gaza em 2 de abril de 2024 - -/AFP
Carcaça do carro usado pelo grupo de ajuda mundial World Central Kitchen, com sede nos EUA, que foi atingido por um ataque israelense no centro da Faixa de Gaza em 2 de abril de 2024 Imagem: -/AFP

02/04/2024 11h21Atualizada em 02/04/2024 12h26

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, pediu nesta terça-feira (2) uma investigação "rápida e imparcial" sobre o bombardeio israelense que matou sete funcionários da ONG World Central Kitchen (WCK) do chef hispânico-americano José Andrés, em Gaza.

"Falamos diretamente com as autoridades israelenses (...). Pedimos que realizem uma investigação rápida e imparcial para compreender exatamente o que aconteceu", disse Blinken em coletiva de imprensa durante uma visita a Paris.

Israel deve fazer "mais para proteger os civis inocentes" na Faixa de Gaza, acrescentou o chefe da diplomacia americana, pouco depois de o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ter afirmado que se tratou de um bombardeio "não intencional".

Blinken fez estas declarações depois de se reunir com o seu homólogo francês, Stéphane Séjourné, e antes de uma reunião com o presidente Emmanuel Macron para discutir este conflito no Oriente Médio e a guerra na Ucrânia.

Séjourné também expressou a "firme condenação" da França ao bombardeio e considerou que "a proteção dos trabalhadores humanitários é um imperativo moral e jurídico que todos devem respeitar".

"Nada justifica esta tragédia", acrescentou.

Notícias