PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

'Esperamos que preços ao produtor continuem altos', diz Yi Gang

Iander Porcella

São Paulo

17/10/2021 13h04

O presidente do Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês), Yi Gang, afirmou neste domingo que os preços ao produtor no país asiático devem continuar altos por mais alguns meses. Durante o seminário anual do G-30, realizado de forma virtual, o dirigente também disse que a inflação ao consumidor, por outro lado, tem se mantido "moderada".

Em setembro, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) da China subiu 10,7% no acumulado em 12 meses, a maior alta desde 1996, quando as autoridades chinesas começaram a divulgar o dado.

Segundo Yi Gang, em geral, a economia da China está "indo bem". Ele disse que o ritmo da retomada, após os efeitos mais severos da pandemia de covid-19, se moderou "um pouco", mas que a tendência de recuperação se manteve.

O dirigente ponderou que há desafios para o crescimento do país asiático, como riscos de calote de "certas empresas". Ele não citou nominalmente a incorporadora Evergrande, que acumula mais de US$ 300 bilhões em dívidas, mas disse que o PBoC está "cuidando" para que os riscos de default não se tornem algo sistêmico. Yi Gang também afirmou que a autoridade monetária quer reduzir a alavancagem no setor financeiro chinês.

Sobre a economia global, o dirigente afirmou que os riscos vêm da alta de preços, dos gargalos nas cadeias produtivas e da crise energética.

Notícias