PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Governo do Líbano confirma 6 mortes em ataque contra manifestantes xiitas

14/10/2021 19h28

Beirute, 14 out (EFE).- O ministro do Interior do Líbano, Bassam Maulaui, confirmou nesta quinta-feira que seis pessoas morreram durante um ataque que afirmou ter sido realizado por "narcoatiradores" contra manifestantes xiitas, ocorrido em Beirute.

O integrante do governo, além disso, disse que mais de 30 pessoas acabaram ficando feridas.

Em discurso exibido em canais de televisão, Maulaui disse que diversas pessoas foram baleadas na cabeça durante a ação de narcoatiradores que estavam escondidos em telhados na zona de Tayoune, na capital libanesa. Além disso, confirmou que o lançamento de granadas liberadas por foguetes na mesma região.

A Cruz Vermelha local também divulgou que seis pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas, em ação que resultou em intensos confrontos entre homens armados.

Mais cedo, os grupos xiitas Amal e Hezbollah denunciaram que integrantes e simpatizantes foram alvos de tiros, quando se dirigiam para participar de um protesto diante do Palácio de Justiça, que fica próximo a Tayoune.

O objetivo da manifestação, convocada pelos grupos xiitas era exigir a destituição do juiz Tarek Bitar, responsável pelo caso da explosão ocorrida em Beirute, em agosto do ano passado, que deixou mais de 200 mortos e 6,5 feridos.

Diversos ex-dirigentes do Amal são acusados de negligência nas investigações sobre a tragédia.

Quase no mesmo momento dos disparos contra os manifestantes, um tribunal de Beirute recusou uma denúncia contra Bitar, feita por dois parlamentares e ex-ministros, que integram o grupo xiita e que foram acusados de obstruir as investigações, até recuperarem, nos próximos dias, a imunidade pela função legislativa.

O juiz que antecedeu o atual responsável pelo caso já havia sido afastado no início desta no, após um recurso impetrado por acusados no processo. EFE

Notícias