PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Executivos da Volkswagen absolvidos em caso de remuneração aos representantes da equipe

28/09/2021 14h16

Frankfurt, 28 Set 2021 (AFP) - A Justiça alemã absolveu, nesta terça-feira (28), quatro executivos, antigos e atuais, da fabricante de automóveis Volkswagen, que foram acusados de conceder bônus excessivos a representantes da equipe.

Os magistrados não consideraram que os acusados tenham deliberadamente "faltado com suas obrigações e prejudicado a empresa", informou um porta-voz do tribunal de Brunswick.

Dois ex-membros do conselho de administração e dois gerentes, um atualmente em exercício e o outro não mais, foram levados à Justiça em novembro de 2019, por "fraude" e "fraude em uma questão particularmente grave em detrimento do grupo Volkswagen".

Foram pedidas penas de entre seis meses e dois anos de prisão.

A Promotoria os acusava de terem pagado, entre 2011 e 2016, bônus "excessivos" a vários membros do comitê da empresa, particularmente ao seu então diretor Bernd Osterloh, um dos homens mais influentes no grupo alemão até sua saída em abril deste ano e a quem alguns classificavam de "imperador secreto".

Na Alemanha, país no qual o modelo de co-gestão privilegia a cooperação dos empregados, as prerrogativas do "Betriebsrat" (comitê de empresa) da Volkswagen são amplas, pois é seu suporte essencial para o desenvolvimento da estratégia do grupo.

ys/smk/eb/age/erl/aa

VOLKSWAGEN

Notícias