PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Terremoto em Creta surpreende autoridades gregas e deixa graves danos

27/09/2021 09h19

Um forte terremoto sacudiu a ilha grega de Creta nesta segunda-feira (27), deixando pelo menos um morto e 11 pessoas feridas. A vítima é um operário que trabalhava em uma igreja que desabou. Os feridos tiveram fraturas e foram hospitalizados.

Um forte terremoto sacudiu a ilha grega de Creta nesta segunda-feira (27), deixando pelo menos um morto e 11 pessoas feridas. A vítima é um operário que trabalhava em uma igreja que desabou. Os feridos tiveram fraturas e foram hospitalizados.

O tremor de terra, de magnitude 5,8, de acordo com o Observatório Geodinâmico de Atenas, e 6, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), foi registrado às 3h17 (horário de Brasília), a 23 km de Heraklion, capital de Creta. O abalo atingiu principalmente a cidade de Arkalohori, onde morreu o trabalhador da construção civil. Danos materiais consideráveis foram relatados em várias localidades da ilha.

O epicentro do tremor foi registrado a 346 quilômetros ao sul da capital grega, a uma profundidade de 10 quilômetros, de acordo com o Observatório de Atenas. As imagens divulgadas pela televisão pública ERT mostram danos extensos: casas antigas de Arkaloxori desabaram, assim como em outras localidades perto de Heraklion.

"É um terremoto que não esperávamos. No momento, há réplicas de magnitude 4,5", afirmou o presidente da Agência de Proteção Antissísmica, o sismólogo Efthymis Lekkas, citado pela agência de notícias grega ANA. Acompanhado por Lekkas e por uma equipe dos serviços contra catástrofes naturais (Emak), o ministro da Proteção Civil, Christos Stylianides, visitará Creta nas próximas horas, segundo a ERT.

A Grécia está situada em uma área de falhas geológicas e os terremotos são frequentes no país. Em 3 de março, um tremor ocorrido em Elassona, na região central, deixou um morto e dez feridos.

Em 30 de outubro de 2020, um sismo de magnitude 7 sacudiu o Mar Egeu entre a ilha grega de Samos e a cidade turca de Izmir. Nesta catástrofe, duas pessoas morreram na Grécia, e 114, na Turquia.

Notícias