PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Peru inclui jovens de 21 anos de Lima e Callao na campanha de vacinação

27/09/2021 21h19

Lima, 27 set (EFE).- As autoridades sanitárias do Peru incluíram, a partir desta segunda-feira, jovens de 21 anos de Lima e Callao na campanha de vacinação contra a covid-19, em um momento em que o país ultrapassa as 10,1 milhões de pessoas que já receberam a dosagem completa.

A este respeito, o ministro da Saúde, Hernando Cevallos, comemorou o fato de estarem sendo feito avanços na meta de "fechar a lacuna da segunda dose" ainda por aplicar e disse que seu país está "cada vez mais perto de 40% da população alvo a ser vacinada", que no total compreende cerca de 24,2 milhões de pessoas com 18 anos ou mais.

No Peru, já foram aplicadas 25,5 milhões de doses das vacinas de Pfizer/BioNTech, Sinopharm e AstraZeneca, utilizadas na campanha nacional de vacinação, que também inclui pessoas a partir de 12 anos que sofrem de doenças de risco.

Nesse sentido, Cevallos reiterou o apelo aos cidadãos que ainda não compareceram aos postos de vacinação ou receberam apenas uma dose para completar o processo e fechar as lacunas de imunização que ainda são relatadas aos cidadãos.

"A segunda dose é imprescindível para termos proteção adequada, nos defendermos da pandemia e também das novas variantes que surgiram e que já temos em diversos locais. Estamos baixando a faixa etária, mas também estamos preocupados em fechar a lacuna da segunda dose", disse.

O vice-ministro da Saúde Pública, Gustavo Rosell, explicou que durante a semana passada foram aplicadas 1.517.364 doses em todo o país e disse que "o mais importante" é que este número inclui 776.724 segundas doses.

Rosell acrescentou que nas próximas semanas, existe a previsão de ultrapassar as 13 milhões de pessoas com uma segunda dose, embora a expectativa seja chegar a 14 milhões.

O Ministério da Saúde confirmou que a partir de hoje em Lima e Callao serão vacinados cidadãos a partir de 21 anos, já que a meta das autoridades é imunizar metade da população maior de idade antes de uma possível terceira onda, que especialistas acreditam possa ocorrer em outubro.

Em algumas regiões do país, as autoridades locais já incluíram cidadãos a partir de 18 anos na vacinação e até mesmo no sul de Tacna e Cusco começaram a imunizar adolescentes a partir dos 12 anos.

Embora o Peru acumule 2,1 milhões de casos confirmados e esteja perto de 200 mil mortes por covid-19, o impacto da epidemia diminuiu acentuadamente nas últimas semanas e atualmente mostra números semelhantes aos mais baixos da primeira onda.

Em seu relatório, o Ministério da Saúde relatou mais 474 casos detectados e 15 mortes nas últimas 24 horas, enquanto 3.758 pessoas permanecem internadas, 1.023 das quais em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). EFE

dub/phg

Notícias