PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Demanda de gasolina no Reino Unido será normalizada em breve, dizem empresas

27/09/2021 22h04

Londres, 27 set (EFE).- As principais petrolíferas que atuam no Reino Unido previram nesta segunda-feira que a demanda de combustível no país deve voltar ao normal nos próximos dias, após aumentar o receio de escassez devido ao fechamento de alguns postos de gasolina por falta de frete.

Em comunicado conjunto, empresas como BP, Shell e Esso declararam que, como "agora muitos carros estão com mais gasolina que o normal", a demanda foi alterada, mas "deverá voltar ao normal em breve". Isso, segundo as companhias, "aliviará a pressão" nos postos.

"Convocamos todos a comprarem o combustível que normalmente comprariam", pediram as petrolíferas, que também pediram à população para não ceder ao pânico que tem causado longas filas em muitos postos nos últimos dias.

Na nota, as empresas destacaram que há muito combustível nas refinarias e terminais no Reino Unido e que elas estão trabalhando com o governo para garantir o transporte.

O governo descartou, ao menos por enquanto, usar o Exército para levar tanques de combustível aos postos que estão com falta de combustível, enquanto procura soluções para a escassez de transportadores e o aumento excepcional da demanda.

Desde a última quinta-feira, quando a BP anunciou que estava fechando alguns de seus postos porque não tinha como transportar o combustível, postos de todo o Reino Unido passaram a registrar longas filas para abastecimento.

O secretário de Estado de Meio Ambiente do Reino Unido, George Eustice, disse hoje à rede de televisão "BBC" que o mais importante é que as pessoas comprem gasolina como normalmente fariam.

"Não há falta. Tem havido alguma escassez de transportadores que levam combustível, mas bastante pontual", garantiu.

Notícias