PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Sebastião Salgado é premiado com "Nobel das artes"

14/09/2021 09h22

Sebastião Salgado é premiado com "Nobel das artes" - Fotógrafo brasileiro receberá prêmio japonês dotado de mais de R$ 700 mil na categoria pintura por retratar "com grande sentido estético o estado dos mais pobres e a degradação do meio ambiente" na Amazônia.O fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, famoso por suas intensas fotos em preto e branco, é um dos ganhadores deste ano do Praemium Imperiale do Japão, considerado o "Nobel das artes". O anúncio foi feito nesta terça-feira (14/09) em Berlim pelo ex-presidente do Instituto Goethe e conselheiro da Associação Japonesa de Arte Klaus-Dieter Lehmann.

Cada laureado vai receber 15 milhões de ienes (R$ 712 mil), durante uma cerimônia tradicionalmente realizada em outubro em Tóquio pelo príncipe Hitachi, irmão mais novo do imperador japonês, Akihito. Devido à pandemia, a cerimônia deste ano foi cancelada.



Salgado, de 77 anos, foi distinguido na categoria pintura pelas imagens em que retrata "com grande sentido estético o estado dos mais pobres e a degradação do meio ambiente". Seu último projeto, "Amazônia", mostra a exploração do ecossistema amazônico e da vida de seus povos indígenas durante sete anos.

Foram agraciados ainda o escultor americano James Turrell, que usa o espaço e a luz como meio de expressão, o arquiteto australiano Glenn Murcutt, conhecido por suas casas modernistas se integrando ao ambiente rural, e o virtuoso violoncelista americano Yo-Yo Ma.



Considerado um dos maiores de seu tempo, o músico americano, filho de pais chineses que moram em Paris, gravou mais de cem álbuns e ganhou inúmeros prêmios, incluindo 18 prêmios Grammy durante sua carreira.

O Praemium Imperiale é concedido anualmente pela Associação Japonesa de Arte desde 1989, por sugestão da família imperial japonesa em memória do príncipe Takamatsu (1905-1987). Ele homenageia cinco categorias: pintura, escultura, música, arquitetura e cinema e teatro, todas áreas das artes não consideradas pelo Prêmio Nobel. O arquiteto brasileiro Paulo Mendes da Rocha foi agraciado com o prêmio em 2016. Oscar Niemeyer foi o primeiro brasileiro a receber o prêmio, em 2004.

rw/as (dw, dpa, afp, efe)

Notícias