PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Biden diz a governadores de Flórida e Texas: ajudem a combater Covid ou "saiam do caminho"

Um a cada três novos casos de covid-19 nos EUA foi registrado na Flórida e no Texas - Evelyn Hockstein/Reuters
Um a cada três novos casos de covid-19 nos EUA foi registrado na Flórida e no Texas Imagem: Evelyn Hockstein/Reuters

03/08/2021 20h57

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu que os governadores republicanos do Texas e da Flórida, onde estão concentrados cerca de um terço de todos os novos casos da covid-19 no país, sigam as orientações de saúde pública ou "saiam do caminho", enquanto o país luta para combater a rápida propagação da variante Delta.

Biden também anunciou que os Estados Unidos doaram mais de 110 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 a 65 países, mas a Casa Branca manteve seu foco amplamente na crise em casa: surtos de covid-19 em dois estados liderados por republicanos e que representam uma proporção exagerada do número de casos no país.

O governador da Flórida, Ron DeSantis, se opôs a restrições rígidas para combater a covid-19. Na sexta-feira, ele emitiu um decreto que proíbe a obrigatoriedade da exigência de máscaras nas escolas do estado. O governador do Texas, Greg Abbott, emitiu um decreto este ano que multa estabelecimentos que exijam o uso obrigatório de máscaras.

"Alguns governadores não estão dispostos a fazer a coisa certa para vencer essa pandemia, e eles deveriam permitir que empresas e universidades que queiram fazer a coisa certa possam fazê-la", disse Biden, sem se referir aos dois governadores pelo nome.

"Eu digo aos governadores: se não vão ajudar, pelo menos saiam do caminho".

Perguntado posteriormente se DeSantis e Abbot estavam tomando decisões que prejudicam seus cidadãos, Biden disse: "Acredito que o resultado dessas decisões não é bom para seus cidadãos".

Um a cada três novos casos de Covid-19 nos EUA foi registrado na Flórida e no Texas na última semana, afirmou o coordenador da resposta à pandemia da Casa Branca, Jeff Zients, a jornalistas ontem.

Notícias