PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Ataque hacker é ação 'terrorista', diz governador italiano

02/08/2021 11h25

ROMA, 2 AGO (ANSA) - O governador do Lazio, Nicola Zingaretti, afirmou nesta segunda-feira (2) que o ataque hacker contra a central de dados da região é uma ação "terrorista".   

A agressão cibernética afetou inclusive o sistema de agendamento de vacinação contra o novo coronavírus, que foi tirado do ar pelo governo regional.   

"Estamos defendendo nossa comunidade desses ataques de matiz terrorista. O Lazio é vítima de uma ofensiva criminosa, a mais grave já ocorrida em nosso território nacional", afirmou Zingaretti durante uma coletiva de imprensa em Roma, capital da Itália e da região mais populosa do país.   

"Os ataques ainda estão em curso, e a situação é muito grave", acrescentou. A ação dos hackers mirou sobretudo o sistema de saúde regional, mas o governador garante que internações hospitalares e cirurgias não foram afetadas pela queda dos sistemas.   

"Quase todos os arquivos da CED [Central de Elaboração de Dados] foram bloqueados", disse Zingaretti. De acordo com uma investigação da Polícia Postal, o ataque foi realizado a partir do exterior, mas o país exato ainda não foi identificado.   

Os hackers teriam conseguido se infiltrar no sistema por meio do perfil de um administrador de rede, ativando em seguida um mecanismo que criptografa os dados. Além disso, eles teriam pedido uma grande quantia em bitcoins para liberar os arquivos.   

"Não vamos iniciar nenhuma interlocução com quem atacou o sistema, não trataremos com interlocutores que nos estão atacando", garantiu Zingaretti.   

O Lazio é uma das regiões com vacinação mais avançada na Itália e contabiliza mais de 70% de sua população com mais de 18 anos totalmente imunizada contra a Covid-19. Novos agendamentos estão suspensos, mas o governo diz que quem já havia reservado data pode se vacinar normalmente. (ANSA).   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias