PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
2 meses

Guatemaltecos bloqueiam estrada para pedir renúncia do presidente Giammattei

29/07/2021 19h06

Cidade da Guatemala, 29 Jul 2021 (AFP) - Ao menos 20 trechos de estradas em vários pontos da Guatemala foram bloqueados nesta quinta-feira (29) por opositores para pedir a renúncia do presidente Alejandro Giammattei e da procuradora-geral Consuelo Porras, por supostos atos de corrupção.

A manifestação é "pela renúncia de Alejandro Giammattei pela incapacidade e a má administração do país", disse à AFP a guatemalteca Ana Pardo, que participa de um bloqueio em um lugar chamado Quatro Caminhos, 200 km ao oeste da capital.

"Sinceramente, vale à pena e viemos com tudo, não estão nos obrigando, nós viemos porque queremos que nosso país mude", afirmou.

Os protestos são pela suposta má gestão da pandemia de coronavírus pelo governante, um médico de profissão, mas também pela corrupção e pela falta de vacinas contra a covid-19.

Já a procuradora-geral é criticada pela demissão do promotor anti-corrupção Juan Francisco Sandoval e por não investigar supostas ações suspeitas no Executivo.

A decisão de remover Sandoval do cargo na sexta-feira passada, alegando perda de confiança, foi duramente criticada pelos Estados Unidos, organismos internacionais e organizações guatemaltecas.

Após a demissão, Sandoval saiu do país após sofrer ameaças contra a sua vida enquanto foram registradas manifestações de apoio à sua gestão anticorrupção e pedidos para que o presidente e a procuradora renunciem.

"Estamos pedindo a renúncia do senhor Giammattei por toda as arbitrariedades que cometeu e contra a senhora Porras por esta ação pouco transparente para demitir o promotor Sandoval", comentou outro manifestante em Cuatro Caminos, José Santos.

Na capital, centenas de pessoas se concentraram em frente ao antigo Palácio do Governo com bandeiras nacionais azul e branca e cartazes pedindo a renúncia dos dois dirigentes.

- Luta pacífica -A prêmio Nobel da Paz em 1992 e líder indígena maia Rigoberta Menchú, somou-se aos protestos na cidade de Santa Cruz del Quiché (norte), exigindo a renúncia de Porras e a recondução de Sandoval.

"Saúdo com respeito e esperança este dia nacional e histórico dos nossos povos, esta unidade de ação da diversidade de organizações e setores sociais e políticos, não há outro caminho que a nossa resistência e mobilização", afirmou a jornalistas.

"Nossa luta é pacífica, mas firme, até alcançarmos nossos objetivos imediados e reconduzir o país por vias plenas de democracia e respeito aos direitos humanos, no âmbito de um Estado de direito. Por isso, ficamos indignados com a arrogância e a indiferença do presidente e da procuradora-geral, que têm que entender a profundidade deste clamor popular", acrescentou.

Na terça-feira, o presidente anunciou a negociação para comprar imunizantes das empresas americanas Johnson & Johnson, Moderna e Pfizer, após cancelar a compra com a Rússia de metade das 16 milhões de doses da vacina Sputnik V, devido ao atraso nas entregas.

A negociação com a Rússia gerou críticas ao presidente devido ao sigilo do acordo, no qual pagou 79,6 milhões de dólares ao Fundo de Investimento Direto da Rússia (RDIF) por oito milhões de doses da Sputnik V. No entanto, até o momento ele recebeu apenas 550.000.

A Guatemala acumula mais de 355.000 casos e mais de 10.000 mortes por covid desde o início da pandemia.

ec/llu/aa/mvv

Notícias