PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Investir todo dinheiro no Brasil é uma boa? Aplicar fora ficou mais fácil

Getty Images/iStock
Imagem: Getty Images/iStock
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

do UOL

18/06/2021 04h00

Tenho um convite especial para você. Que tal investir todo o seu dinheiro em economias medianas, como a da Índia? Ou quem sabe em uma economia que está passando por uma grave crise, como a da Argentina? Parece uma ideia absurda, né?

Agora, inverta os papéis. Ofereça para um argentino ou indiano investir todo o dinheiro no Brasil. A reação será a mesma, pois dificilmente alguém desses países ficará confortável em ter todo o dinheiro investido no Brasil. É claro que a facilidade e o conhecimento da nossa economia ajudam no processo de investir por aqui, porém essa analogia mostra o quão frágil é deixar nosso patrimônio 100% exposto à economia nacional.

Globalização

Estamos cada vez mais globalizando nossa vida. Dá para comprar produtos importados diretamente da China com poucos cliques, conversar via vídeo com qualquer pessoa ao redor do mundo, por que então não fazemos isso com nossa grana?

Hoje a bolsa brasileira tem menos de 2% de participação na economia global. Estamos atrás de países como a Índia e França nesse índice. Enquanto isso as bolsas dos Estados Unidos representam mais da metade dessa estatística.

Bolsa americana

É por isso que quando pensamos em investir no exterior o caminho mais fácil e óbvio é começar pelas bolsas estadunidenses. São mais de 3 mil empresas listadas nas bolsas de lá, além de diversos ativos que permitem que você invista seu dinheiro indiretamente em qualquer lugar do mundo.

Além disso, quando você dolariza seus investimentos traz muito mais segurança para sua carteira. É só pensar na história econômica do Brasil. Quantas trocas de moedas tivemos? Quanto nosso dinheiro perde valor de compra com o passar dos dias?

ETFs

Transformando nossos reais em dólares, conseguimos ancorar nosso patrimônio em uma moeda que lastreia todas as commodities e a maioria dos produtos do mundo inteiro. Existem diversas formas de começar a investir no exterior, inclusive usando a bolsa brasileira, sem precisar converter seu dinheiro para outra moeda.

Uma dessas formas é usando os ETFs. Hoje temos alguns dentro da B3 que investem no exterior.
O principal deles é o IVVB11, que faz com que seu dinheiro renda seguindo o índice S&P500, que mede a valorização e a desvalorização das 500 maiores empresas dos Estados Unidos. Outro ETF que chegou há pouco tempo ao Brasil é o XINA11, que investe em mais de 700 empresas do índice MSCI China.

BDRs

Outra forma de usar a bolsa brasileira para investir no exterior é usando os BDRs (Brazilian Depositary Receipts). Por meio desses ativos você compra no Brasil um certificado de depósito de valor imobiliário emitido no Brasil que representa um ativo do exterior. É possível investir nas ações de empresas como Amazon, Google entre outras usando os BDRs.

Muito acessível

Investir diretamente nas bolsas norte-americanas ficou muito fácil nos últimos anos. Existem várias corretoras que foram desenvolvidas pensando em facilitar a vida dos investidores brasileiros. Algumas delas permitem que você faça o câmbio da moeda dentro da plataforma da própria corretora, outras facilitam o processo para abrir a conta com documentos brasileiros, porém o câmbio deve ser feito por outra plataforma.

Escolher entre uma ou outra opção é uma questão pessoal. Na corretora em que você consegue fazer o câmbio pela própria plataforma normalmente o preço do dólar é mais caro, ou seja, sobra menos dinheiro para investir. Fazendo a conversão por uma terceira plataforma pode ser mais vantajoso, porém o trabalho é maior.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Notícias