PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Biden qualifica proteção do Supremo ao Obamacare como "grande vitória"

17/06/2021 19h16

Washington, 17 jun (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, classificou nesta quinta-feira como uma "grande vitória" a decisão da Suprema Corte a favor da reforma da saúde de 2010, conhecida como Obamacare, e prometeu trabalhar com o Congresso para "expandir o acesso a cuidados médicos de qualidade e acessíveis".

A Suprema Corte dos EUA salvou o Obamacare mais uma vez hoje ao decidir contra uma coalizão de 17 estados de governos conservadores liderados pelo Texas que argumentava que partes da lei eram inconstitucionais.

"A decisão de hoje é uma grande vitória para todos os americanos que se beneficiam desta lei revolucionária", disse Biden em um comunicado.

Com isso, segundo destacou o atual presidente, o Affordable Care Act, seu nome oficial, está "mais forte do que nunca" e leva o país "a cumprir a obrigação moral de que, aqui nos Estados Unidos, a saúde é um direito e não um privilégio" .

Biden expressou ainda seu "desejo de trabalhar com o Congresso para estender essa lei para que os americanos possam continuar a ter acesso a cuidados de saúde de qualidade a preços acessíveis".

Esta é a terceira vez que a mais alta corte dos Estados Unidos rejeita as tentativas de reverter a lei criada pelo ex-presidente democrata Barack Obama (2009-2017), que foi aprovada no Congresso em 2010 e expandiu a cobertura de saúde para milhões de americanos.

Hoje, dos nove juízes da Suprema Corte, sete decidiram a favor da lei de Obama e apenas dois votaram contra (Samuel Alito e Neil Gorsuch).

Se a mais alta corte do país tivesse acatado as reivindicações da coalizão liderada pelo Texas, mais de 20 milhões de pessoas poderiam ter perdido seu seguro de saúde, de acordo com o centro de pensamento Urban Institute.

Notícias