PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Cuba suspenderá depósitos de dólares em espécie a partir de 21 de junho

11/06/2021 06h36

Havana, 10 jun (EFE).- Cuba anunciou nesta quinta-feira a suspensão temporária dos depósitos bancários de dólares em espécie a partir de 21 de junho, uma medida que atribuiu ao embargo financeiro e comercial dos Estados Unidos e que foi tomada em plena crise econômica no país caribenho, com uma forte desvalorização da moeda local.

Os bancos estatais só aceitarão depósitos em dólares americanos em dinheiro até 20 de junho, informou o Banco Central de Cuba (BCC) em um programa de televisão dedicado exclusivamente ao anúncio da nova medida.

O anúncio foi feito em um momento em que o valor do dólar no mercado negro aumentou para mais de 70 pesos cubanos (CUP) nesta semana, quase triplicando a taxa de câmbio oficial, que é de 24 por dólar.

A ministra presidente do Banco Central de Cuba (BCC), Marta Sabina Wilson, disse que a medida é temporária e que os bancos cubanos continuarão a aceitar outras notas em dinheiro, como euros, libras esterlinas, dólares canadenses e ienes.

Ela também afirmou que as pessoas poderão possuir legalmente notas americanas e qualquer outra moeda estrangeira, porque o país "não está penalizando a posse de dólares".

O BCC esclareceu que as contas bancárias cubanas em dólares americanos (denominadas com o eufemismo "moeda livremente convertível", ou MLC) permanecem totalmente operacionais, permitindo saques, transferências do exterior e depósitos em outras moedas que não o dólar americano.

O banco central explicou que foi forçado a adotar esta decisão "em vista dos obstáculos impostos pelo bloqueio econômico dos EUA para que o sistema bancário nacional possa depositar no exterior o dinheiro em dólares americanos que é coletado no país".

Cuba aplicou no início deste ano um processo de unificação monetária e cambial que significou a retirada de circulação do peso conversível (CUC) -paritário com o dólar - e deixou como única moeda oficial do país o peso cubano (CUP), com uma única taxa de conversão oficial de 24 pesos por dólar.

O órgão de governo do sistema bancário cubano denunciou que é cada vez mais difícil para o país encontrar instituições bancárias ou financeiras internacionais dispostas a receber, converter, tramitar e processar dinheiro em moeda americana como resultado dos efeitos extraterritoriais do embargo dos EUA.

Notícias