PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

SP pode ter nova flexibilização a partir de 24 de maio, diz Doria

Governador João Doria disse que São Paulo pode flexibilizar mais a partir de 24 de maio - Divulgação/Governo de São Paulo
Governador João Doria disse que São Paulo pode flexibilizar mais a partir de 24 de maio Imagem: Divulgação/Governo de São Paulo
do UOL

Colaboração para o UOL

17/05/2021 19h42Atualizada em 18/05/2021 11h40

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), informou que São Paulo poderá ter uma nova flexibilização nas medidas de combate à covid-19 a partir do próximo dia 24 de maio. A decisão, segundo ele, será tomada pelo Centro de Contingência.

"Na quarta-feira teremos uma coletiva de imprensa, que será antecedida por uma nova reunião do conselho que compõe o Centro de Contingência do covid-19, do governo de São Paulo. Poderemos, aí sim, tendo a liberação por parte do Centro de Contingência, anunciar uma nova etapa a partir do dia 24 de maio. Talvez uma etapa com um pouco mais de flexibilidade do que a fase atual", disse em entrevista à CNN Brasil.

Atualmente, o estado passa pela fase de transição, que vai até o próximo domingo (23). Nesta etapa, comércio e serviços podem funcionar até as 21h, com capacidade de ocupação de 30%. Também está vigente o toque de recolher entre 21h e 5h.

10 milhões de doses da CoronaVac

O governador de São Paulo também disse à CNN Brasil que, durante a paralisação da produção da vacina contra a covid-19 CoronaVac, por falta de insumos, o Butantan poderia ter produzido 10 milhões de doses. Doria explicou como foram os diálogos para liberação dos insumos pela China.

"Colocamos nosso diretor do escritório na China, operando 24h em Pequim, dialogando com a embaixada do Brasil, a chancelaria chinesa e a própria Sinovac, para a liberação. Finalmente nós conseguimos, ainda que parcial, de 4 mil litros. Mas, são duas semanas sem vacina. Poderíamos ter pelo menos 10 milhões de doses", afirmou.

Hoje, o governador informou que a nova remessa de IFA (insumo farmacêutico ativo) para a produção da vacina está previsto para chegar na próxima quarta-feira, 26 de maio. Com os quatro mil litros de insumos será possível produzir sete milhões de doses do imunizante.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado pelo texto, o estado de São Paulo passa pela fase de transição do Plano SP, e não pela fase emergencial. A informação foi corrigida.

Notícias