PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Brasil chega a 38,7 milhões de vacinados contra covid, 18,3% da população

Brasil atingiu a marca de 38,7 milhões de vacinados contra a covid-19 - Vitor Orsola/Estadão Conteúdo
Brasil atingiu a marca de 38,7 milhões de vacinados contra a covid-19 Imagem: Vitor Orsola/Estadão Conteúdo
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/05/2021 20h01

Neste domingo, o Brasil chegou à marca de 38,7 milhões de vacinados contra a covid-19. Até agora, 38.756.031 pessoas receberam pelo menos uma dos de imunizante contra a doença, o equivalente a 18,3% da população nacional. O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, com base nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde.

Nas últimas 24 horas, 159.674 brasileiros receberam a primeira dose de vacina. No mesmo período, a segunda dose foi aplicada em outros 80.226.

No total, 19.175.041 pessoas receberam as duas doses de vacina, de acordo com o que é recomendado pelos laboratórios responsáveis pela produção da CoronaVac, Oxford/AstraZeneca e Pfizer/BioNTech. O número corresponde a 9,06% da população do país.

O Rio Grande do Sul continua como o estado que, proporcionalmente, mais vacinou sua população com a primeira dose: 23,7% dos habitantes locais.

Após 4 meses, Brasil deixa 47% dos idosos com mais de 80 anos sem 2ª dose

Depois de quatro meses do início da vacinação contra a covid-19 no país, apenas o grupo prioritário de idosos que vivem abrigados atingiu 70% de cobertura vacinal completa (ou seja, as duas doses dos imunizantes). Essa faixa de pessoas vive em asilos e clínicas.

O dado foi apurado junto ao Ministério da Saúde e consta em um estudo feito por professores e pesquisadores da Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e USP (Universidade de São Paulo).

Eles alertam que o ritmo da vacinação é lento no Brasil, com diferenças entre os grupos e regiões e com inclusão indevida de grupos mesmo antes dos prioritários alcançarem índices adequados. Eles recomendam que sejam alcançadas coberturas vacinais altas, preferencialmente acima de 90%.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Você utiliza a Alexa? O UOL fornece informações à inteligência artificial por voz da Amazon, com boletins de notícias e dados atualizados do número de brasileiros vacinados contra a covid-19. Para saber sobre a vacinação no país ou no seu estado com a credibilidade do UOL, pergunte: "Alexa, quantas pessoas já foram vacinadas no Brasil?", por exemplo, ou "Alexa, quantas pessoas foram vacinadas?". Nos encontramos lá!

Notícias