PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Inglaterra mantém plano de reabertura apesar de focos da variante indiana

Homem carrega copos com cerveja em pub em Londres, na Inglaterra - Hannah Mckay/Reuters
Homem carrega copos com cerveja em pub em Londres, na Inglaterra Imagem: Hannah Mckay/Reuters

14/05/2021 06h30Atualizada em 14/05/2021 07h06

Londres, 14 Mai 2021 (AFP) - O governo britânico confirmou hoje que prosseguirá com a próxima fase do plano de flexibilização do confinamento na segunda-feira (17), apesar dos focos preocupantes da variante indiana do coronavírus na Inglaterra, que iniciou uma campanha de detecção acelerada.

Além desta medida, o Executivo também estuda a possibilidade de reduzir o intervalo entre as duas doses da vacina —atualmente de três meses no Reino Unido— ou de ampliar a vacinação aos mais jovens.

O número de casos da variante B1.617.2, inicialmente detectada na Índia, passou de 520 na semana passada para 1.313 esta semana no país, informou o ministério da Saúde.

A maioria dos casos foi registrada no noroeste da Inglaterra, ao redor da cidade de Bolton, e alguns em Londres.

"Os médicos vão examinar para ver como podemos mudar a campanha de vacinação para que seja o mais eficaz possível diante do aumento da variante", afirmou o secretário de Estado Nadhim Zahawi ao canal SkyNews.

Ele admitiu a "preocupação" de que a nova variante possa ser mais contagiosa, mas disse que "não há evidências no momento de que seja resistente à vacina ou tenha consequências mais graves".

Embora os focos sejam monitorados de perto, "acreditamos que o roteiro para segunda-feira continua em vigor porque as vacinas foram entregues e as vacinas estão mantendo as pessoas fora do hospital e, claro, longe de infecções graves", acrescentou Zahawi.

Reabertura de áreas internas

A próxima segunda-feira marca uma etapa delicada no planejamento para o fim das medidas restritivas, com a reabertura das áreas internas de bares e restaurantes, assim como de museus, cinemas, teatros e hotéis.

Parentes e amigos poderão voltar a organizar encontros em locais fechados, pela primeira vez desde novembro.

Para achatar a curva de contágios da variante indiana, o governo adotou medidas a nível local que incluem uma campanha de detecção intensiva e o sequenciamento do genoma dos casos positivos.

Andy Burnham, prefeito da Grande Manchester, que está na zona afetada, expressou oposição a medidas locais de confinamento como as aplicadas no ano passado na Inglaterra.

"Nos preocuparia muito se o governo submetesse Blackburn, Bolton ou qualquer outro lugar a restrições locais, enquanto o resto do país sai do confinamento", declarou à BBC.

Notícias