PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Pfizer diz que vacina é mais eficaz em adolescentes do que em maiores de 16

12/05/2021 23h21

Washington, 12 mai (EFE).- A Pfizer anunciou nesta quarta-feira que sua vacina contra a covid-19 é mais eficaz entre adolescentes com idades entre 12 e 15 anos do que em jovens de 16 a 25 anos, durante uma reunião de um comitê científico dos Estados Unidos que analisa os dados nessa faixa etária.

As conclusões foram apresentadas pelo representante da farmacêutica, John Perez, no encontro do Comitê Consultivo em Práticas de Imunização (ACIP, na sigla em inglês).

O órgão independente dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) votará nesta quarta-feira se recomenda o uso dessa vacina em adolescentes de 12 a 15 anos, o último passo para a administração do imunizante.

Perez explicou, com base em gráficos, que ao longo dos experimentos foi observada uma eficácia de 100% nos adolescentes dessas idades: "A resposta imunológica excedeu a dos jovens adultos entre 16 e 25 anos de idade", declarou.

O representante da Pfizer destacou que os dados de "imunogenicidade" - a capacidade de um antígeno para ativar o sistema imunológico - e de eficácia apoiam "firmemente" o uso da vacina em adolescentes entre 12 e 15 anos.

Sublinhou também que os efeitos secundários da vacina nessa faixa etária foram semelhantes aos observados em jovens com idades entre 16 e 25 anos, incluindo dores moderadas no local da injeção, febre, dores de cabeça e mialgia.

A Food and Drug Administration (FDA), agência similar à Anvisa nos EUA, concedeu na segunda-feira a autorização para o uso emergencial da vacina da Pfizer contra a covid-19 em pessoas com mais de 12 anos.

Dessa forma, os reguladores atualizaram a autorização dada à fabricante americana de medicamentos em dezembro do ano passado, quando autorizou o imunizante apenas para maiores de 16 anos.

Pfizer e a parceira BioNTech tinham solicitado às autoridades americanas a aprovação parao uso emergencial da vacina para adolescentes com idades entre 12 e 15 anos, depois de demonstrarem ser 100% eficaz neste grupo etário.

Espera-se que o ACIP vote a favor de recomendar a administração desta vacina a pessoas dessa faixa etária, permissão que terá de ser assinada pelo diretor dos CDC, Rochell Walensky.

Notícias