PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Chile registra quase 4 mil novos casos de Covid-19 em 24 horas

12/05/2021 22h29

Santiago, 12 mai (EFE).- O Chile registrou 3.920 novos casos de Covid-19 nesta quarta-feira, um dos números mais baixos da última semana, apenas três dias antes das megaeleições constituintes e municipais que foram adiadas para o próximo fim de semana como resultado da segunda onda da pandemia.

A votação, inicialmente marcada para abril, é uma das mais importantes desde o retorno à democracia em 1990 e vai reunir mais de 14,9 milhões de eleitores.

Com 3.920 novos casos e 28 mortes nas últimas 24 horas, o saldo total da pandemia chega a mais de 1,2 milhão de infectados e 27.384 vítimas.

Em março, após as férias de verão, a crise sanitária agravou-se, com um número sem precedentes de novos casos, obrigando o fechamento das fronteiras e o confinamento de mais de 90% da população durante mais de um mês, incluindo a capital Santiago.

Nas duas últimas semanas, essa segunda onda se estabilizou e o número de infecções diminuiu 16%, segundo dados do Ministério da Saúde.

As autoridades sanitárias iniciaram há alguns dias um processo gradual de desconfinamento e abertura econômica. Além disso, dezenas de bairros de todo o país saíram da quarentena, vários deles em Santiago, onde a partir desta semana quase 50% das empresas poderão retomar suas atividades.

Ao mesmo tempo, o país realiza um dos processos de vacinação mais bem sucedidos do mundo: administrou a primeira dose em mais de 57% da população (cerca de 8,6 milhões de pessoas) e é o segundo com maior percentual da população totalmente vacinada, mais de 47%, de acordo com dados da Universidade de Oxford.

Até junho, o país vai receber mais de 3 milhões de doses até junho, principalmente da CoronaVac, e em menor medida da AstraZeneca e Cansino, com o objetivo de acelerar o esquema de vacinação e imunizar os maiores de 35 anos com pelo menos uma dose.

A taxa nacional de positividade - número de infecções por 100 testes PCR - nas últimas 24 horas foi de 11%, após mais de 28 mil testes realizados.

Notícias