PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Chile pede que jovens sejam vacinados antes das eleições do fim de semana

11/05/2021 01h58

Santiago, 10 mai (EFE).- As autoridades sanitárias do Chile, que confirmaram 5.357 novos casos e 100 mortes por Covid-19 nesta segunda-feira, pediram que os jovens sejam vacinados para a realização das eleições do próximo fim de semana, onde são aguardados o comparecimento de 14 milhões de eleitores.

"Não deixe o tempo passar. As vacinas estão à disposição, temos funcionários e agora depende de vocês", pediu aos jovens, a subsecretária de Saúde, Paula Daza.

Pessoas entre 35 e 39 anos foram convocadas para serem vacinadas esta semana, após o governo ter anunciado que iria acelerar o calendário com o objetivo de imunizar cerca de 9,3 milhões de pessoas com pelo menos uma dose para as eleições municipais e constituintes.

De acordo com Paula Daza, à medida que diminui a idade-alvo no plano de vacinação, menos pessoas passam a ser vacinadas, sendo os mais jovens convocados, os que têm entre 40 e 44 anos, os que têm sido menos vacinados, entre 52% e 59%.

O Chile está realizando um dos processos de vacinação mais bem sucedidos e rápidos do mundo: administrou uma dose a mais de 56% da população (mais de 8,5 milhões de pessoas) e é o segundo com a maior porcentagem da população totalmente vacinada, mais de 47%, de acordo com dados da Universidade de Oxford.

Até junho, o país receberá cerca de 3 milhões de doses, principalmente da CoronaVac, e em menor medida da AstraZeneca, dentro do acordo com a plataforma mecanismo Covax e o laboratório chinês Cansino.

Paralelamente, o país está deixando para trás uma segunda onda que em março colocou o sistema de saúde sob pressão. Nas últimas duas semanas, o número de infecções diárias foi reduzido em 16%, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

As internações também diminuíram entre os grupos vacinados e a média diária de entrada nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) caiu de 237 pacientes em abril para 179 pacientes em média na última semana.

Com 5.357 casos e 100 mortes nas últimas 24 horas, o saldo total da pandemia chega a mais de 1,2 milhão de infectados e 27.318 vítimas desde o início da crise sanitária.

Notícias