PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

BMW 320i M Sport encanta pelo visual sem empolgar ao volante

do UOL

Vitor Matsubara

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

06/05/2021 04h00

Resumo da notícia

  • Versão mais esportiva do 320i custa R$ 274.950
  • Sedã tem motor 2.0 turboflex de 184 cv
  • Carro é lotado de itens de série e assistências de condução

Desempenho é a essência de todos os carros da BMW. Isso está encravado até no slogan da própria marca, cuja tradução livre seria algo como "Puro Prazer ao Dirigir".

Isso explica por que os fãs mais fervorosos da marca torcem o nariz para o 320i. Não existe absolutamente nada de errado com ele: o sedã é bom de guiar como qualquer BMW. Só que ele acaba ofuscado em meio a tantos modelos mais nervosos.

Esportivo não só no visual

BMW 320i 2 - Divulgação - Divulgação
Sétima geração do Série 3 tem design bastante atraente
Imagem: Divulgação

UOL Carros avaliou a versão mais requintada da gama 320i, que ganha o sobrenome M Sport. E se você conhece um pouco da história da BMW já matou a charada: este é o nome do pacote esportivo desenvolvido pela Motorsport, divisão da marca responsável pelos badalados M3 e M4.

A atual geração do Série 3 foi lançada no Brasil em 2019, mas parece que estreou ontem. O estilo refinado combina esportividade e sofisticação nas medidas certas. Mesmo não sendo figura tão rara nas ruas, o sedã desperta muitos olhares de admiração. Especialmente se pintado na chamativa cor Laranja Sunset (como a unidade avaliada), um opcional de R$ 2.200.

Falando em preço, o 320i M Sport sai por R$ 274.950. São exatos R$ 21 mil a mais do que a versão de entrada do 320i. Quem banca esta diferença leva o tal pacote M Sport, que inclui acessórios como kit aerodinâmico e belas rodas de 19 polegadas.

Felizmente as diferenças não são apenas visuais. O sedã ganha uma suspensão (ainda) mais firme, cujo ajuste é surpreendentemente confortável mesmo na buraqueira das ruas tupiniquins.

Outro ponto interessante é que o 320i preserva a altura livre em relação ao solo do "irmão" europeu: são 13,6 cm. Parece pouco, mas na vida real é difícil raspar a frente em valetas. Algo que carros muito mais acostumados com nosso país (como o Honda Fit) não conseguem fazer....

Carro de entrada?!

BMW 320i 3 - Vitor Matsubara/UOL - Vitor Matsubara/UOL
Cabine tem acabamento esmerado e muitos equipamentos
Imagem: Vitor Matsubara/UOL

Chamar o 320i M Sport de "carro de entrada" soa como uma ofensa das grandes.

Olhe para sua lista de equipamentos: o carro vem com itens como piloto automático adaptativo, alerta de colisão frontal, frenagem autônoma de emergência, teto solar elétrico, câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, ar-condicionado digital com três zonas de regulagem de temperatura e central multimídia com GPS e serviços conectados, entre outros.

A cabine traz acabamento de primeira linha. Os materiais empregados são de muito bom gosto e dificilmente você vai se lembrar que está no sedã "de entrada" da BMW.

BMW 320i 4 - Vitor Matsubara/UOL - Vitor Matsubara/UOL
Comandos do ar-condicionado ficam agrupados no centro do console
Imagem: Vitor Matsubara/UOL

O bonito volante de três raios também faz parte do pacote esportivo e possui ótima empunhadura. Logo atrás dele ficam os paddle shifts para trocas sequenciais do bom câmbio automático de oito velocidades. Os cintos de segurança possuem duas faixas nas tradicionais cores vermelha e azul da Motorsport.

Já os bancos são envolventes, mas eu não me senti à vontade nos cinco dias de convivência com o 320i. Sai com fortes dores nas costas toda vez em que dirigi o carro por mais de uma hora. E olha que tentei todos os ajustes possíveis nas regulagens elétricas.

Atrás, existe espaço para dois adultos viajarem nas extremidades. E só. O terceiro ocupante é quase uma persona non grata, já que o túnel central é extremamente alto e o lugar destinado ao quinto passageiro é um pouco mais desconfortável do que o restante do banco.

O problema está nos outros

BMW 320i 5 - Vitor Matsubara/UOL - Vitor Matsubara/UOL
Motor 2.0 turbo não decepciona e nem encanta no desempenho
Imagem: Vitor Matsubara/UOL

Deixamos a parte mais polêmica para o fim. O motor 2.0 turboflex entrega 184 cv e torque máximo de 30,6 kgfm. E não, você não leu errado: o 320i pode ser abastecido com etanol. Ou você esqueceu que ele é um carro nacional fabricado em Santa Catarina?

Os números são muito bons para um sedã com estilo esportivo: 7,1 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h e velocidade máxima de 240 km/h.

Só que, como mencionamos lá no começo, o problema não está nele, e sim nos outros. Então não espere arrancadas muito vigorosas, daquelas perfeitas para mostrar aos amigos (ou amigas, por que não?).

De toda maneira, a essência de todo BMW está lá. O 320i M Sport é muito bom de dirigir. A direção tem respostas precisas e diretas e a suspensão dura faz curvas com perfeição. No fim das contas, o 320i pode até não ser divertido como seus irmãos 330i e M3. Mas ele é um carro que não precisa de potência para te fazer sorrir.

Notícias